DATA DE PUBLICAÇÃO: 01/02/2017
- Diminuir + Aumentar

Comissão de Justiça e Paz fará Seminário sobre tráfico de pessoas e a exploração sexual na UFPA

 
Estão abertas as inscrições para o Seminário de Direitos Humanos - contra a Exploração Sexual e Tráfico de Pessoas, que a Comissão Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB N2orte 2 (Pará e Amapá) realizará em parceria com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (COETRAP). O evento será no dia 15 e 16 de fevereiro de 2017, no auditório do ICED no bloco B da Universidade Federal do Pará - UFPA.
 
As inscrições são gratuitas, mas os participantes podem doar livros didáticos para o programa “leitura para a liberdade”, coordenado pelo Juiz Cláudio Rendeiro, que visa equipar as bibliotecas nos presídios estaduais do Pará. As inscrições podem ser feitas pelo link online: https://goo.gl/forms/UMaWvj5ygfRqnX2A3                 
 
O objetivo é dar condições para que as pessoas se apropriem dessas temáticas. “Nós queremos que esse seminário venha contribuir na formação e na informação das pessoas, para que conhecendo a problemática, elas também se tornem protagonistas no enfrentamento desse crime que hoje vem maltratando tantas vidas inocentes de crianças e adolescentes, como também de mulheres e homens, que também são traficados para fins de exploração sexual a nível interestadual como a nível internacional”, ressalta a coordenadora da Comissão Justiça e Paz - CJP, Henriqueta Cavalcante.
 
No seminário, será elaborada uma carta com pedido de providências para que as organizações envolvidas no enfrentamento e na responsabilização tomem atitudes mais drásticas. Entre os problemas para esse enfrentamento está a ausência de dados qualificados que reflitam a realidade. Mesmo com a ausência da sistematização das ocorrências, sabe-se que o problema é grande e persistente.
 
“É um movimento muito grande dessa rede de exploração sexual, principalmente em alguns municípios do Marajó. Atualmente, algumas das nossas grandes lutas está na região entre Breves e Melgaço, devido ao fluxo de embarcações que passam pelo Rio Tajapuru, e hoje a gente tem conhecimento suficiente que o movimento de crianças e adolescentes nas embarcações é grande e é sim para serem exploradas sexualmente”, denuncia a coordenadora.
 
O Seminário é aberto ao público e a programação segue abaixo:
 
15/02/17
 
08:45 - Abertura  Acolhida CNBB:Dom José Azcona
 
09:00 - Apresentação Cultural
 
09:30 - Palestra inicial - Direitos Humanos:Paula Arruda
Moderadora: Mary Cohen
 
10:30 - Intervalo      
 
10:45 - Mesa Redonda- Tráfico de pessoas      Kátia Santos, Marcel Hazeu, SEJUDH
Moderador: Kléverson Rocha
 
12:00 - Intervalo para o almoço   
 
14:00 – Oficina Eixo 1- Tráfico de pessoas
 
Oficina 1- Identificação, acolhimento e atendimento.
 
Angélica Gonçalves, Thaís Ferraz
 
Oficina 2- Rede Proteção.
 
José Amaral Neto
 
Eixo 2: Abuso e exploração sexual
 
Oficina 1-Identificação, acolhimento e atendimento
 
Davi Vieira e Maria Zuíla Dutra (a confirmar)
 
Oficina 2- Rede Proteção
 
Eugênia Fonseca e Roberta Flores
 
Oficina 3- Mídias e tecnologias no combate a exploração
 
sexual e tráfico de pessoas
 
André Almeida de Azevedo Ribeiro
 
Oficina 4- Instrumentos Jurídicos           
 
Mônica Freire,
 
Johny Fernandes Giffoni
 
16:00 - Intervalo      
 
16:30 - Socialização das Oficinas          
 
17:00 - Stand Up com Epaminondas Gustavo “Meu mano, minha mana, té infinca no combate à exploração sexual e no tráfico humano” - Cláudio Henrique Lopes Rendeiro
 
 
16/02/17
 
08:30 - Momento de relaxamento
 
Marie Henriqueta F. Cavalcante
09:00 - Mesa Redonda Exploração Sexual
 
Eugenia Fonseca –Serviços
 
Responsabilização- Tainah Sousa
 
Prevenção- Lúcia Isabel
 
Moderador: Franssinete Florenzano     
 
10:15 – Intervalo
 
10:30 - Partilha das experiências e produções sobre abuso e exploração sexual, apresentação de documentários     
 
Professor Salomão Hage
 
11:30 - Encaminhamentos - apresentação da carta   
 
Juliana Andrea Oliveira
 
12:00 - Encerramento       
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade