DATA DE PUBLICAÇÃO: 06/03/2017
- Diminuir + Aumentar

Campanha da Fraternidade foi aberta na Arquidiocese de Belém

 
 
No sábado (4), diversas regiões episcopais da Arquidiocese de Belém, saíram pelas águas da baía do Guarajá com destino a Ilha de Cotijuba, onde foi realizada a Missa de abertura da Campanha da Fraternidade que este ano tem como tema: “Biomas brasileiros e defesa da vida” e lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).  As diversas pessoas que participaram da ocasião desembarcaram no trapiche da ilha e seguiram em caminhada até a praia do farol. 
 
O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, mostrou-se feliz com a missão daquele dia. “Sejam muito bem vindos! É uma imensa alegria ter a presença de vocês aqui. E agradeço também por todas as pessoas, que por diversos motivos não puderam estar aqui hoje para viver esse momento”, disse. 
 
 
 
Durante a homilia, ele proferiu acerca do tema da Campanha da Fraternidade deste ano. 
“Estamos felizes por poder estar aqui para realizar essa abertura. Deus está sempre falando conosco. Deus nos fala pelas pessoas, Deus nos fala pela paisagem, Deus nos fala pelos animais. Jesus faz nos dá outro passo importante que é contemplar. É ver as coisas bonitas. Ouvir, seguir a Jesus, contemplar. Quando a gente vem aqui celebrar nos temos uma missão. Queremos ser mais cuidadosos, queremos ajudar os pequenos”, exortou. 
 
O Arcebispo explica que a CF tem começo, meio e fim. Existe também um gesto concreto, com a finalidade de auxiliar de forma social a quem precisa. Esse gesto só é possível ser feito com a coleta nacional arrecada no dia 9 de abril, que será também Domingo de Ramos.
 
De acordo com Dom Alberto, o gesto concreto desta campanha, na Arquidiocese de Belém, será aplicado na Pastoral das Ilhas, que já realiza atividades formativas, espirituais e sociais a respeito da igreja e do meio ambiente. “Queremos desenvolver projetos que possam ajudar essas comunidades. Fazemos parte desse bioma comum, e é de nossa responsabilidade cuidar desses locais”, explicou Dom Alberto.  
 
O Vigário Geral para a Pastoral, Monsenhor Raimundo Possidônio da Mata, falou que o local escolhido para a realização da abertura da campanha da fraternidade foi de acordo com o tema. 
O Arcebispo de Belém, conclui a Santa Missa mostrando-se contente com o pontapé da missão. “As realidades locais são integradas. A igreja já olhou para esse tema várias vezes. Mas dessa vez, vamos olhar para o todo: os biomas. Deus nos entregou a natureza para nós cuidarmos. Quero agradecer a Deus por essa resposta que ele nos deu nesta abertura”, refletiu.  
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade