DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/04/2017
- Diminuir + Aumentar

Na Sexta-Feira Santa, procissões relembram o sofrimento do Salvador

   
Foto: Luiz Estumano
 
 
Na manhã da sexta-feira santa - este ano a 14 de abril - duas procissões saem pelas ruas da capital para relembrar o sofrimento do Salvador e cumprem tradição secular no encontro em frente à Igreja das Mercês. 
 
Às 7h da manhã, sai da Basílica de Nazaré a imagem de Nosso Senhor dos Passos. No mesmo horário, da igreja São João Batista, localizada na rua João Diogo esquina com a rua Tomázia Perdigão, s/n, bairro da Cidade Velha, sai a imagem de Nossa Senhora das Dores. As procissões seguem percurso paralelo com cânticos, orações e a meditação da Via Sacra.
 
Por volta das 10h, o encontro das duas procissões em frente à igreja Nossa Senhora das Mercês, simboliza Maria e Jesus que se encontraram no caminho do Calvário. O momento é de grande emoção para todos os fiéis.
 
Sermão do Encontro
 
Foto: Luiz Estumano
 
 
Anualmente, um dos sacerdotes da Arquidiocese é escolhido para proferir o chamado “Sermão do Encontro”, meditação que incita os cristãos a refletirem o sofrimento de Jesus, que redimiu os homens, e nas dores da Virgem Maria, a Mãe de Jesus. O padre Maurício Henrique, pároco da paróquia Jesus Ressuscitado, localizada no conjunto Médici, em Belém, irá conduzir as reflexões.
 
Ao final do sermão, as duas procissões tornam-se uma única caminhada que segue até a Catedral de Belém, onde, no fim da tarde, o Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, presidirá a Ação Litúrgica da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, seguida de procissão com a imagem do Senhor Morto. A organização pede que se levem velas para iluminar o percurso da procissão.
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade