DATA DE PUBLICAÇÃO: 22/05/2017
- Diminuir + Aumentar

Iniciativas de Turismo Sustentável na Arquidiocese de Belém

Foto: Luiz Estumano
 
A Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu o ano de 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. Dentre as propostas está a de “promover uma melhor compreensão entre os povos em todo o mundo, levando a uma maior conscientização sobre o rico patrimônio das diversas civilizações”.
 
 
Atenta a essas necessidades, a Arquidiocese de Belém, representada pela Pastoral do Turismo, busca através de iniciativas e projetos, esclarecer e conscientizar a população da urgência de preservação do patrimônio e de aplicar ações verdadeiramente sustentáveis.
 
  O trabalho é recente e, de acordo com o padre Carlos Augusto Azevedo, pároco de São José, no bairro Umarizal, e coordenador arquidiocesano da pastoral, a Pastur tem como objetivo a evangelização no campo do turismo, propiciando reflexões acerca do turismo e do modo como aproveitar essa oportunidade para anunciar a boa nova, através de divulgação, acolhimento e boas práticas do turismo.
           Foto: Luiz Estumano
 
“Na medida em que o trabalho vai sendo realizado, vão surgindo novas questões que passam a ser assumidas, como a valorização do turismo de base comunitária, turismo sustentável, combate ao turismo sexual que tanto mal faz ao nosso país, dialogo com os órgãos do governo que tem como função o fomento da atividade turística”, disse. 
 
O sacerdote destaca, ainda, a contribuição do 17º Congresso Eucarístico Nacional (CEN 2016), realizado em agosto de 2016, na capital paraense, para um maior interesse turístico pela região. 
 
“Todo evento de massa traz consigo consequências práticas, por exemplo, muitos dos que vieram a Belém para a participação do CEN passaram a conhecer a realidade local, manifestando o desejo de voltar para conhecer melhor nossa cidade, além de nossa riqueza natural e cultural”.
 
Ele ressalta também, as ações desenvolvidas pela Basílica de Nazaré. “Em Belém ainda estamos em um processo muito inicial. Na prática, temos um bom trabalho realizado na Basílica Santuário de Nazaré, aproveitando a grande demanda de turistas no templo, que é um dos grandes referenciais turísticos de nossa capital”.
 
Pastur Nazaré
 
Foto: Rodrigo Silva
 
“Promover o Turismo como modelo de Evangelização de forma ética, humana e sustentável” é o lema adotado pela Pastoral do Turismo da Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, que desde o ano de 2014, oferece aos turistas e frequentadores da igreja, a oportunidade de conhecer melhor a história da devoção a Nossa Senhora de Nazaré, através de visitas monitoradas ao Museu Memória de Nazaré - onde estão guardados objetos deixados pelos romeiros como agradecimento por graças alcançadas - à Casa de Plácido, centro que acolhe romeiros vindos de todas as regiões do Estado, à própria Basílica, onde a imagem original da Virgem de Nazaré encontrada por Plácido de Souza, em 1700, permanece durante o ano inteiro, e à capela Bom Pastor. O trabalho é realizado em conjunto com a Pastur Arquidiocesana, os Padres Barnabitas, e a Secretaria de Turismo do Estado (SETUR).
 
Um dos projetos que se destacam é o da educação patrimonial monitorada, que leva crianças e adolescentes das escolas para conhecer a arquitetura da Basílica e sua história de construção, preservando o patrimônio através do sentimento de pertencimento ao local e valorização do Círio de Nazaré.
 
A turismóloga e coordenadora da Pastur Basílica, Janes Jaques, fala da repercussão das visitas. “Os projetos de visitas iniciaram em 2014, e até o momento, tivemos um retorno positivo na procura de visitas agendadas por parte das escolas, faculdades e grupos de turistas que visitam a Basílica, não somente em outubro, mas principalmente no mês de maio, quando se comemora o aniversário do Santuário de Nazaré”.
 
Foto: Blog Pastur Nazaré
 
Gestos
 
A educação sustentável é uma preocupação que parte dos próprios membros da pastoral, e por meio de pequenos gestos cada um ajuda a tornar o meio ambiente mais equilibrado.
 
 “Nós da Pastur procuramos trabalhar a consciência de não utilizar copos descartáveis no ambiente de trabalho e cada pessoa traz sua garrafa para beber água, e pretendemos ampliar a prática para os nossos eventos. Os certificados de seminários e cursos são entregues via e-mail, diminuindo o gasto com impressão e papel, e nossas reuniões são uma vez ao mês para evitar custos com salas de reuniões, luz e água”, explica Janes.
 
Entre as iniciativas realizadas pela Pastur da Basílica estão ainda o Mini Círio, realizado anualmente em um dos sábados do mês de maio, o seminário de Turismo Religioso, programado para o mês de setembro, e que irá abordar o turismo sustentável, as atividades na quinzena do Círio de Nazaré e o Auto de Natal na Praça Santuário.
 
Mais informações no blog pasturnazare.wordpress.com
 
Para Janes, fazer parte do movimento é muito mais que um trabalho. “Participar dessa ação de evangelização dentro do turismo é uma missão que nos foi dada e recebida com muito orgulho, pois sou turismóloga e guia de turismo, e trabalhar o amor ao próximo, através do que me formei e amo, é um grande presente de Deus”.
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade