DATA DE PUBLICAÇÃO: 27/07/2017
- Diminuir + Aumentar

Estado e Ministério da Saúde: estratégia para redução da mortalidade neonatal

 
“Desde 2011 estamos realizando uma força tarefa, através de um plano de ação que está sendo executado e gerando resultados positivos. E o que mais me chamou atenção na estratégia QualiNeo é o ponto de partida do projeto que se dá após a alta hospitalar. O objetivo é alcançar um alto padrão de pré-natal, acolhimento, parto seguro e humanizado e após a alta o projeto entra em ação em busca da redução da mortalidade neonatal”, disse a secretária adjunta da Sespa, Heloísa Guimarães, que representou o secretário estadual de Saúde, Vitor Mateus.
 
A primeira fase do projeto foi a seleção de três maternidades de cada Estado, que receberão a estratégia neste primeiro momento e a replicarão posteriormente nos demais serviços. No Pará, as maternidades dos hospitais de Clínicas Gaspar Vianna e da Santa Casa de Misericórdia, em Belém, e do Santo Antonio Maria Zaccaria, de Bragança, foram as escolhidas. 
 
“Esse apoio é bem vindo na qualificação da assistência neonatal em termo de integração de diversas ações que já possuímos de forma isolada. Os processos numa unidade neonatal não são simples. Lidamos com diversas dificuldades, e esse compartilhamento de informações, que a QualiNeo proporcionará, será feito de forma ampla, inclusive com acompanhamento de indicadores para analisar nossa evolução nas ações”, explicou Ana Guzzo, coordenadora estadual da Saúde da Criança.
 
Dados
 
As políticas públicas implantadas pela Coordenação Estadual de Saúde da Criança da Sespa já têm conseguido diminuir as taxas de mortalidade infantil, sobretudo na faixa etária neonatal: em 2011, o índice de óbitos girava em torno de 12 bebês para cada mil nascidos vivos. Ao final de 2015, esse índice diminuiu para 10. A redução geral de mortalidade foi de 14%, considerando o mesmo período quantificado e totalizando crianças com até 365 dias de vida.
 
“A QualiNeo é uma estratégia nova do Ministério da Saúde voltada para redução da mortalidade neonatal. Estamos desenvolvendo oficinas de capacitação para qualificar as maternidades na atenção ao recém nascido, buscando integrar todas as ações do Ministério da Saúde para a criança, aliadas com as ações das redes de atenção à saúde, envolvendo a atenção básica e a rede de urgência e emergência”, disse Renara Guedes, consultora técnica da coordenação geral da Saúde da Criança e Aleitamento Materno no Ministério da Saúde.
 
Nos dias 27 e 28, também no auditório da Santa Casa, serão realizadas oficinas mediadas por consultores da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM) do MS, em que os participantes gestores e consultores traçarão um diagnóstico para o início das ações estratégicas, que incluem visitas guiadas às maternidades, estudo de casos e apresentação da plataforma e Portal QualiNeo. No evento também foi assinado um termo de adesão e compromisso entre representantes do MS, Sespa, gestores dos hospitais envolvidos e secretarias de Saúde de Belém e de Bragança. 
 
"A missão da Santa Casa é gerar conhecimento e atender a saúde das pessoas, sendo estas, mulheres, crianças, gestantes e todos que procuram a Santa Casa. Então essa estratégia vem reforçar todos os nossos projetos. Vamos dividir nossas experiências com outros hospitais desse Estado que precisam muito de apoio. E o objetivo maior desse projeto, da Estratégia Qualineo, é reduzir ainda mais a mortalidade dos recém-nascidos. Iremos trabalhar aonde a mortalidade infantil ainda é mais frágil, com crianças de 0 a 28 dias de idade", finalizou a presidente da Santa Casa, Rosângela Monteiro.
 
A Estratégia QualiNeo reúne as principais ações desenvolvidas pelo governo federal, a fim de garantir ao recém-nascido o melhor início de vida e que hoje são ofertadas e acompanhadas de maneira isolada, como é o caso da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, qualificação e habilitação de leitos neonatais, Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso (Método Canguru), Bancos de Leite Humano, Reanimação Neonatal e Transporte Neonatal. O objetivo do MS é concluir a qualificação das maternidades prioritárias na estratégia do QualiNeo em 24 meses.
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade