DATA DE PUBLICAÇÃO: 27/12/2019
- Diminuir + Aumentar

Missa em Ação de Graças e envio de Dom Irineu Roman

Fotos: Luiz Estumano.
 
Na última quinta-feira, 26, a Arquidiocese de Belém e o povo de Deus se despediu em celebração eucarística de Dom Irineu Roman, Arcebispo nomeado para a Arquidiocese de Santarém, na Basílica Santuário de Nazaré com a participação de todo o clero arquidiocesano.
 
No início da celebração, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém, saudou os presentes e lembrou que o dia é voltado para dar graças: “Dia de Ação de Graças, festa de Santo Estevão. Três momentos hoje com os quais queremos agradecer a Deus a presença, o testemunho e o trabalho de Dom Irineu. Da nossa parte (Dom Antônio e eu), do nosso presbitério, dos diáconos, da vida religiosa do povo de Deus nós queremos celebrar em Ação de Graças essa Santa Missa e queremos saudar daqui toda a população de Santarém”.
 
Em sua homilia, Dom Irineu Roman iniciou agradecendo os 20 anos de dedicação à Arquidiocese de Belém tanto em sua missão como pároco e depois como Bispo Auxiliar. Para ele, a Igreja de Belém é uma verdadeira e grande família. “Foram seis anos de trabalho episcopal e mais 14 de pároco e de padre a serviço da Igreja em todos os sentidos. Eu diria que são vinte anos de atividades aqui na Arquidiocese de Belém e agora Deus me chamou para uma nova missão, muito mais importante e mais desafiadora em uma Arquidiocese”.
 
 
Dom Alberto e Dom Antônio com Dom Irineu Roman.
 
Ele ainda continua destacando a importância da nova missão: “Eu sabia que a qualquer momento eu poderia vir um novo chamado, uma nova missão para mim, mas eu não esperava que fosse tão importante. Eu até imaginava que podia ser um lugar mais humilde mais simples, mas Deus quis assim, quis me colocar nessa grande missão de assumir uma arquidiocese que vai ser criada também neste momento”, explica.
 
Ainda durante a homilia, o Arcebispo de Santarém destaca três palavras importantes ao longo de sua caminhada e fez uma reflexão acerca. Dom Irineu ressalta que vocação, fidelidade e serviço devem estar interligados na caminhada da vida cristã.
 
A primeira palavra é “vocação”. “Entrei no Seminário com apenas 13 anos de idade, mas na minha família eu já aprendi aquilo que é básico da nossa fé daí a importância de que nós comecemos desde pequenos e que os pais cuidem dos seus filhos desde crianças, da sua vida espiritual, da sua vida de oração, da sua espiritualidade preparando os futuros evangelizadores tanto os futuros padres e diáconos como os religiosos como também os leigos e leigas que vão servir na Igreja”, enfatiza Dom Irineu.
 
 
Arcebispo de Belém realizou envio de Dom Irineu  para nova missão.
 
Fidelidade é a segunda palavra importante na caminhada cristã para fortalecer nos momentos de dificuldade. Isso pode acontecer com qualquer pessoa e é preciso a perseverança, ter a fidelidade, sermos fiéis a nossa vocação, nosso chamado principalmente ao chamado a vida cristã, ao chamado a fé, à crença em Nosso Senhor, fidelidade a palavra, ao Evangelho de Nosso Senhor, àquilo que é fundamental que nós não podemos negociar , nós precisamos colocar em nossos corações, em nossas mentes como algo que fica escrito para sempre que é a nossa fé, que é o nosso amor à Deus, que são de fato os valores fundamentais da nossa vida cristã”.
 
A terceira palavra é “serviço” .“Nós devemos servir a Deus, servir na Igreja, a nossa vocação é um serviço, que é a missão de todos nós”, Dom Irineu conclui sobre as três palavras.
 
O Arcebispo de Santarém finaliza sua homilia agradecendo e louvando a Deus pela despedida da Arquidiocese de Belém e saudando a nova família de Santarém. “Quero louvar e bendizer ao Senhor por esse momento de despedida da Arquidiocese de Belém, mas eu vou estar unido a vocês nas minhas preces, nas minhas orações, lá vou me entrosar com uma grande família também de sacerdotes, religiosos e religiosas, de colaboradores e colaboradoras leigos e leigas nos mais variados ministérios em uma grande igreja que é composta pela Arquidiocese, que vai ser chamada Santarém juntamente também com os demais bispos daquela nova província. Onde nós também procuraremos estar unidos naquela região para podermos fazer chegar a Palavra a todos os recantos daquela região” encerra sua homilia.
 
Para finalizar a Santa Missa, Dom Alberto realiza o “envio” de Dom Irineu Roman como Igreja de Belém para a nova missão na Arquidiocese de Santarém. O envio foi feito com a entoação da Consagração a Nossa Senhora de Nazaré para entregar Dom Irineu nas mãos de Nossa Senhora de Nazaré. Reveja a homilia aqui.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade