DATA DE PUBLICAÇÃO: 30/05/2020
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese de Belém manifesta pesar pelo falecimento do padre Bruno Sechi

 

Foto: Site Arquidiocese de Belém.
 
A Arquidiocese de Belém do Pará manifesta seu pesar diante do falecimento do Padre Bruno Sechi, na tarde desta sexta-feira (29), em decorrência de um mal súbito. O sacerdote estava em recuperação após ter sido diagnosticado com a COVID-19, no entanto todos ficamos surpresos com ocorrido.
 
Por recomendações dos órgãos sanitários não será possível a realização de velório ou qualquer outro ato em homenagem ao sacerdote. Seu sepultamento está previsto para ocorrer às 14h, deste sábado (30), no cemitério Recanto da Saudade, no município de em Ananindeua/PA.
 
Em mensagem os Bispos de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa e Dom Antônio de Assis Ribeiro, manifestaram o reconhecimento arquidiocesano pelos trabalhos prestados pelo sacerdote:
 
"A Arquidiocese de Belém entrega hoje nas mãos do Eterno Pai o nosso querido Padre Bruno Sechi, herói e campeão da caridade em nossa Igreja. Padre Bruno era Pároco da Paróquia São João Paulo II. Fundador do Movimento República de Emaús, cujo alcance social tem edificado, por quase cinquenta anos, a Igreja e a Sociedade paraense.
 
Nossa ação de graças a Deus por nos ter dado este sacerdote exemplar, primeiro como Salesiano de Dom Bosco e depois como padre da Arquidiocese de Belém, tendo passado por várias atividades e atuação edificante durante todos estes anos.
 
Como a caridade não passa, temos a certeza de que foi logo acolhido nos braços do Pai, conduzido pelo Filho amado, Nosso Senhor Jesus Cristo, para o face a face com Deus. Nós desejamos que seu exemplo e zelo, especialmente pelas crianças, jovens e adolescentes, suscite muitas outras pessoas dispostas a edificar um mundo novo e possível, na força do Evangelho de Jesus Cristo.
 
Dom Alberto Taveira Corrêa e Dom Antônio de Assis Ribeiro
Arquidiocese de Belém do Pará
 
Atuação missionária e sacerdotal
 
De origem italiana, nascido no dia 31 de julho de 1939, na Sardenha, foi ordenado padre 29 de junho 1968, ainda jovem veio para o Brasil como missionário. Em 1970 fundou o Movimento República de Emaús, organização que atende cerca de 800 crianças e adolescentes, um dos seus trabalhos com grande reconhecimento da sociedade.
Padre Bruno sempre atuou com direitos humanos, crianças e adolescentes.  Na Arquidiocese de Belém atuava na comissão de justiça e paz, e, até então, era Pároco da Paróquia São João Paulo II, no Marco.
 
Destaque Nacional
 
Nos anos 80, o padre Sechi aplicou-se a liderar a causa da criança através de movimentos nacionais. Ele foi o primeiro coordenador do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua, cargo que exerceu de 1985 a 1988, interferiu em favor do menor na Assembleia Constituinte que elaborou a Constituição de 1988 e contribuiu para a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 1990.
 
Foi vencedor do 5º Prêmio USP de Direitos Humanos 2004, na categoria Individual. Sob a responsabilidade da Comissão de Direitos Humanos da USP, o prêmio é concedido anualmente a pessoas e instituições que contribuem para a promoção da cidadania, da paz e da solidariedade.
 
A Arquidiocese pede a todos, orações em sufrágio de sua alma. Rogamos a Deus que traga conforto aos familiares e amigos neste momento de dor e tristeza.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade