- Diminuir + Aumentar

DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA

 
Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará, nasceu em Nova Lima, Estado de Minas Gerais, no dia 26 de maio de 1950, filho de Alberto Corrêa e Maria da Conceição Taveira Corrêa. Em Nova Lima - MG fez os estudos primários, concluindo-os em 1960.

No dia 27 de fevereiro de 1961, entrou para o Seminário Provincial do Coração Eucarístico de Jesus, onde completou o Ensino Fundamental e o Ensino Médio. Como seminarista da Arquidiocese de Belo Horizonte, fez os Cursos 

de Licenciatura em Filosofia e Bacharelado em Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

No dia 15 de agosto de 1973, foi ordenado padre por Dom João Resende Costa, então Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, o mesmo que, anos mais tarde, presidiu sua ordenação episcopal, ocorrida na mesma cidade de Nova Lima – MG.
 
Foi Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Pilar de Nova Lima de 15 de agosto de 1973 até dezembro de 1977, Vigário Paroquial da Paróquia de Santo Antônio do Morro Velho e Capelão do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, na mesma cidade.
 
De setembro de 1976 a abril de 1977, fez o Curso de Espiritualidade Sacerdotal no Instituto “Mystici Corporis”, do Movimento dos Focolares, em Roma, Itália.
 
Retornando ao Brasil, a partir de janeiro de 1978, foi Reitor do Seminário Provincial Coração Eucarístico de Jesus em Belo Horizonte, período em que foi também professor de Liturgia na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
 
Exerceu ainda, durante seu período como Sacerdote na Arquidiocese de Belo Horizonte, atividades de magistério, nas seguintes instituições: Liceu Imaculada Conceição, de Nova Lima – MG (Professor de Filosofia da Educação e Matemática); SENAI – Nova Lima (Professor de Educação Moral e Cívica e Geografia); Colégio Sacré Coeur de Jesus de Belo Horizonte (Professor de Ensino Religioso); Colégio Santa Marcelina de Belo Horizonte (Assistente religioso).
 
Na Arquidiocese de Belo Horizonte foi ainda Vigário Episcopal para a Pastoral, coordenador da Pastoral Vocacional, do Curso de Canto Pastoral e da Comissão de Liturgia e Cerimoniário da Arquidiocese. Foi membro do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Belo Horizonte e Vigário Forâneo da Forania de São Caetano.
 
Exerceu as funções de Secretário Executivo da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil, Conselheiro da Organização dos Seminários Latino-Americanos e presidente dessa Organização Internacional de 1982 a 1985.
Em 1985 foi nomeado Pároco da Paróquia São Geraldo em Belo Horizonte e responsável pela Comunidade dos Diáconos da Arquidiocese. Durante o ano de 1988 foi Reitor do seminário Menor São José e em Março de 1989 transferido para a cidade de Bonfim – MG, assumindo as Paróquias do Senhor do Bonfim e de Santo Antônio de Vargem Alegre.
 
No dia 24 de abril de 1991, quando era Pároco do Senhor Bom Jesus de Bonfim e de Santo Antônio de Vargem Alegre e Vigário Forâneo da Forania São Caetano, foi nomeado Bispo Auxiliar de Brasília, sendo ordenado no dia 06 de julho de 1991, na cidade de Nova Lima – MG.
 
Escolheu como lema Episcopal o texto do Evangelho de São João 6, 51: “O Pão que eu darei é a minha Carne para a vida do mundo”, no brasão episcopal expresso com a frase latina “Pro Mundi Vita”.
 
Na Arquidiocese de Brasília, como Bispo Auxiliar de 1991 a 1996, assumiu assumiu a coordenação do Vicariato Sul da Arquidiocese, além das diversas atividades de Bispo Auxiliar, especialmente a Coordenação de Pastoral, as Visitas Pastorais, Conselho Arquidiocesano de Pastoral, acompanhamento dos Seminários, Pastoral Vocacional, Comissão de Juventude, Pastoral Familiar e Campanha da Fraternidade. Empenhou-se nos meios de Comunicação Social, especialmente na Rádio Nova Aliança, da Arquidiocese de Brasília. A partir de 1991 acompanhou, em nome da Arquidiocese de Brasília, o Grupo Parlamentar Católico do Congresso Nacional.
 
Foi membro da Comissão Episcopal de Vocações e Ministérios do Conselho Episcopal Latino-Americano – CELAM. Por  mandato da CNBB, foi indicado Bispo Assistente Nacional da Renovação Carismática Católica, função que continua a exercer.
 
No dia 27 de março de 1996, o Papa João Paulo II criou a Província Eclesiástica e a Arquidiocese de Palmas, tendo Dom Alberto Taveira Corrêa como seu primeiro Arcebispo, onde permaneceu até março de 2010, tendo implantado as principais estruturas da vida eclesial, como a Cúria Metropolitana, Fundação do Seminário e implantação de trinta e cinco das atuais trinta e seis Paróquias da Arquidiocese. Foi presidente do Conselho Episcopal Centro-Oeste da CNBB.
 
Dom Alberto Taveira Corrêa é membro do Conselho Administrativo da Fundação “Populorum Progressio”, criada por João Paulo II para ajuda às populações camponesas, indígenas e afro-americanas da América Latina, tendo sido seu Vice-presidente por dois mandatos.
 
Dom Alberto Taveira Corrêa foi nomeado Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará no dia 30 de dezembro de 2009, tendo tomado posse em 25 de março de 2010. É o décimo Arcebispo de Belém e o vigésimo Bispo desde a criação da circunscrição eclesiástica.
 
Na Arquidiocese de Belém, empenha-se juntamente com o Clero e o Povo de Deus, na realização do Projeto “Igreja de Belém em Missão” e na preparação do XVII Congresso Eucarístico Nacional, a ser realizado em Belém do Pará, de 15 a 21 de agosto de 2016, no ano do quarto centenário da cidade de Belém e do início da Evangelização da Amazônia.
 
Dom Alberto é presidente da Fundação Nazaré de Comunicação, órgão da Arquidiocese de Belém, onde participa ativamente de todos os veículos de comunicação. Na Rádio Nazaré FM apresenta diariamente o programa “A Voz do Pastor”, na TV Nazaré apresenta o programa “Conversa com meu povo”. Para a TV Nazaré e a TV Canção Nova faz o programa diário “Palavra de vida eterna” e para o Jornal Voz de Nazaré escreve a coluna semanal “Conversa com meu povo”.
 
Como Arcebispo de Belém, preside anualmente o “Círio de Nazaré”, uma das maiores manifestações religiosas católicas ou a maior delas no mundo inteiro.
 
Na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, continua Assistente Nacional para a Renovação Carismática Católica e é membro da Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos.
 
Por nomeação da Santa Sé, através do Pontifício Conselho para os Leigos, é o Assistente Internacional das “Comunidades Novas nascidas da Renovação Carismática Católica”.
 
Dom Alberto publica anualmente, desde 1997, por ocasião da Quaresma, pelas Edições Canção Nova, o “Retiro Popular”, roteiro de propostas de Reflexão, oração e Vida. Também pela Canção Nova, publicou o livro “É Cristo que vive em mim” e a coleção de meditações “Aos pés do Senhor”, em quatro volumes.

2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade