DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/06/2019
- Diminuir + Aumentar

Semana do Encarcerado em Belém

Foto: Divulgação.
 
A Semana do Encarcerado, realização da Pastoral Carcerária, iniciou no dia 10 com uma extensa programação, no auditório da Faculdade Católica de Belém, na rodovia BR 316, em Ananindeua.

A Semana visa promover efetivamente uma cultura de paz e apoiar a promoção dos direitos humanos junto à comunidade carcerária para estimular novas oportunidades de trabalho, educação, saúde e lazer. Além de resgatar a dignidade moral, social e cristã da comunidade carcerária.

Segundo o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões 602 mil e 217 pessoas estão encarceradas no Brasil e 53,91% desse total estão na faixa etária de 18 a 29 anos. No Estado do Pará aproximadamente 15.796 pessoas são privadas de liberdade, equivalente a 2,61% de encarcerados no país.

Para a Kecya Matos, advogada da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos, o principal problema do sistema carcerário é o encarceramento em massa. “Hoje, no Brasil, a gente vê que pra cada vaga existente tem pelo menos duas pessoas nessas vagas, então um acréscimo, uma superlotação de 200% pelo menos. Em alguns lugares esse patamar é maior ainda. E isso faz com que não seja viável a aplicação de nenhuma política de ressocialização”.

A Igreja de Belém vem buscando estar cada vez mais próxima dessa realidade e contribuir para o processo de ressocialização, como destacou Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém: “Há na sociedade, de modo geral, um preconceito muito grande em relação a questão da dignidade humana, ou seja, um modo errado de compreende - lá. Então se pensa dignidade humana como aquela condição de moralidade saudável, eu faço o bem, eu sou bom, eu sou santo, eu sou digno. Na verdade,a dignidade humana é a nossa condição  de sermos filhos de Deus, de sermos humanos de modo que o crime não nos faz perde-lá. O crime pode manchar a moralidade de uma pessoa, mas a pessoa jamais perde a sua dignidade, portanto aquele que está encarcerado ele deve ser convidado a refletir sobre a sua situação de criminoso e de ter manchado a própria dignidade. E é necessário despertar nele essa paixão pela própria dignidade”.

A programação da Semana do Encarcerado segue até sexta-feira, 14, com debates e mesa redonda com o tema “A Ética e a Juventude Encarcerada” com a participação de Dom Antônio, bispo referencial da Pastoral Carcerária, representantes do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Defensoria Pública do Pará, Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado do Pará e da Faculdade Católica de Belém.

Os debates da Semana buscam despertar na comunidade acadêmica, bem como na população em geral, uma nova visão sobre a realidade da comunidade carcerária. A programação será focada na juventude, maioria da população carcerária no país.
 



2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade