DATA DE PUBLICAÇÃO: 22/08/2019
- Diminuir + Aumentar

Cametá celebra Jubileu de Ouro das Comunidades Cristãs

Fotos: Divulgação.
 
A segunda edição do Congresso Diocesano das Comunidades iniciou no dia 22 e segue até domingo, 25. Neste ano, as celebrações são especiais por conta dos 50 anos das Comunidades Cristãs (C.C’s). O congresso reflete o tema “50 anos de C.C’s – Caminho, encontro, partilha e compromisso” e como lema “Eram perseverantes e Maria estava com eles” (At 1, 14).

Para o bispo diocesano de Cametá, Dom José Altevir da Silva,o momento é um marco na vida da Igreja cametaense. “Um momento de celebrar as conquistas e alimentar as esperanças para fortalecer ainda mais a história de fé desta Igreja local. O tema consiste em refazer simbolicamente o itinerário espiritual de Filipe com o eunuco etíope (At 8, 36-38). Filipe, obediente à ação do Espírito Santo, dirige-se para Gaza, cidade além das fronteiras de Israel. Encontra um etíope que acolhe bem a proposta. O relato mostra que a Palavra vence todas as barreiras: de raça (o etíope é negro), sociais, (é escravo), nacionais (é estrangeiro) e de religião (eunucos não poderiam pertencer à assembleia dos fiéis)”, afirma Dom Altevir.

História - As Comunidades Cristãs nasceram na diocese, na época Prelazia de Cametá, a partir do dia 11 de fevereiro de 1969. As comemorações do jubileu recordarão, dentre tantos missionários e missionárias, a pessoa de Dom José Elias Chaves Júnior, mineiro, nascido em 28/04/1926. Foi sagrado o segundo bispo prelado de Cametá em 25/07/1980, e o lema episcopal era: “Evangelizar os  pobres”. Exerceu seu ministério episcopal como bispo de Cametá entre 1980 a 1999. Por motivos de saúde, Dom Elias tornou-se emérito e voltou para Belo Horizonte, mas ainda pensava em retornar para ser missionário na região onde dedicou boa parte da sua vida. Mas, pelos desígnios de Deus, isso não foi possível, e Dom Elias veio a falecer no dia 31/10/2006, em sua cidade natal. No último dia do Congresso, os restos mortais de Dom José serão enterrados de modo solene na Catedral.

O I Congresso das Comunidades aconteceu no ano de 1989, por ocasião das comemorações dos 20 anos das Comunidades Cristãs e teve como tema “Prelazia de Cametá, 20 anos de caminhahada comunitária", e como lema “Comunidade, o jeito de ser de Deus – C.C., nosso jeito de ser Igreja e inspiração para uma nova sociedade”.

Programação

Na quinta-feira, 22, ocorreu, na Estação Tucumã,a partir das 16h, a acolhida dos participantes das 740 Comunidades da Diocese (estima-se mais de 800 participantes), com um momento de mística acolhedora e de resgate histórico, em comunhão com o Sínodo da Amazônia. Logo após, palavra de abertura do bispo diocesano, Dom Altevir, e, para concluir, a Santa Missa Solene.

Sexta-feira, 23, será realizada a trajetória histórica das Comunidades Cristãs, com palestras e também testemunhos de leigos e leigas que viveram o início das C.C’s., além de documentário sobre a vida e missão de Dom José Elias, e reflexões sobre o Sínodo da Amazônia, com o monge Marcelo Barros.

No sábado, 24, haverá um retiro comunitário com o tema “Espiritualidade das C.C’s. – Encontro Pessoal com Jesus Cristo”, sob orientação do bispo de Abaetetuba-PA, Dom José Maria Chaves dos Reis. Também nesse dia serão desenvolvidos os mutirões de reflexão com variados temas: “A presença de Maria nas C.C’s”; “histórico da Diocese de Cametá na ótica Eclesial 1617-2019”; “influências das mídias”; “Povos Tradicionais: indígenas, quilombolas e ribeirinhos”; “identidade das C.C’s e compromissos sociais”; “desafios do mundo urbano”; “religiosidade popular”; “Direitos Humanos”; “A comunidade canta”; “C.C’s e a juventude”; “Renovação Carismática e as novas expressões nas C.C’s”; “C.C’s e Políticas Públicas”; “C.C’s e Saúde Popular, Educação e Movimentos sociais”;  “As liturgias nas C.C’s”; “C.C’s e violência no campo”; “C.C’s e a defesa da Casa Comum”; “C.C’s e os desafios do Ecumenismo”; “A expressão do dízimo nas C.C’s”; e “C.C’s e a Missão”.

Domingo, 25, todas as Comunidades diocesanas farão alvorada, às 5h, com fogos, alegria e partilha do café da manhã, anunciando 50 anos de história. Ainda nesse dia serão encaminhados os compromissos a serem assumidos enquanto Igreja, em preparação à IV Assembleia do Povo de Deus (2020). E, ao final da tarde, haverá uma caminhada pelas ruas da cidade, saindo da Igreja Matriz de Santa Maria em direção à Catedral de São João Batista, onde aconteceráa celebração eucarística do aniversário de 50 anos das C.C’s. Seguida do enterro dos restos mortais de Dom José Elias na Catedral e noite de congraçamento das Comunidades.
 



2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade