DATA DE PUBLICAÇÃO: 02/04/2020
- Diminuir + Aumentar

Semana Santa este ano com programação alterada

Foto: Luiz Estumano.
 

Apartir do próximo domingo, 5, a Igreja no Brasil e no mundo dará início às celebrações da Semana Santa, que neste ano, diante da pandemia de Coronavírus (COVID-19), serão vividas de forma diferente. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) traduziu o Decreto de 25 de março de 2020, da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, com uma atualização das indicações e sugestões sobre as celebrações da Semana Santa, com propostas de adequação para a realidade brasileira e que a arquidiocese replicou às paróquias de Belém.

O Decreto sobre a Semana Santa 2020 reitera que a data da Páscoa não pode ser transferida e que, nos países afetados pela doença, onde estão previstas restrições às reuniões e movimentos de pessoas, “os bispos e padres celebram os ritos da Semana Santa sem a participação do povo e em local adequado, evitando concelebração e omissão da troca de paz”.

A orientação é que os fiéis sejam informados do horário de início das celebrações, para que possam participar da oração em seus lares. “Poderão fazer uso diretamente dos meios de comunicação social. Em qualquer situação, continua sendo importante dedicar um tempo adequado à oração, principalmente aprimorando a Liturgia das Horas”, lê-se no decreto.

Domingo de Ramos 

A Semana Santa inicia-se no Domingo de Ramos, marcada com Santa Missa às 8h30, sendo transmitida pelos meios de comunicação. Neste dia a Igreja celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado n DOMINGO DE RAMOS a Igreja celebra a entrada de Jesus em Jerusalém FOTOS: LUIZ ESTUMANO em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples que O aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor”. Em 2020, o Domingo de Ramos seja celebrado com sobriedade, sem procissão. Valha também para outras celebrações a necessária preparação para celebrar os ritos litúrgicos com simplicidade, concisão e piedade.

A CNBB convida a todos a viverem de forma muito especial o Domingo de Ramos. Cada um e cada família, em suas casas, são chamados a celebrar o próximo domingo com fé e esperança. Por isso, os bispos propõem cinco pontos para ajudar os fiéis na celebração do Domingo de Ramos:

Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa; colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do povo de Deus; participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais; comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade, que ajuda os mais pobres; e motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social, outras pessoas a também celebrarem o domingo de Ramos desse mesmo modo.

Sobre a Coleta da Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade, a presidência da CNBB acolhe algumas sugestões e submete à avaliação dos bispos as datas de 16 e 17 de novembro, Dia Mundial dos Pobres, para esta coleta. Os bispos podem enviar suas manifestações para o endereço secretariogeral@ cnbb.org.br.

Quinta-feira Santa

Iniciando o Tríduo Pascal, a Quinta-feira Santa é a preparação para a grande celebração da Páscoa, a vitória de Jesus Cristo sobre a morte, o pecado, o sofrimento e o inferno. Na Arquidiocese de Belém a Santa Missa do Crisma, com a renovação dos compromissos dos presbíteros, será celebrada na segunda-feira santa, dia 6 de abril, às 9h, na Catedral da Sé, somente com a presença dos presbíteros e dessa forma, sem acesso ao público. São dispensados os padres que fazem parte dos grupos de risco.

Na Missa na Ceia do Senhor, transmitida a partir das 18h, serão omitidos o Lava-Pés, a procissão e o Santíssimo Sacramento seja guardado no Sacrário. Todas as celebrações da Semana Santa, presididas pelo Arcebispo, na Catedral, sempre seguindo as normas emanadas pelas autoridades competentes, serão transmitidas pelos seus meios de comunicação TV Nazaré, Rádio Nazaré e Portal Nazaré.

 CONFIRA AS MUDANÇAS EFETUADAS NOS EVENTOS

A programação da Semana Santa prossegue até o domingo da Páscoa do Senhor, 12 de abril. Confira quais as mudanças serão efetuadas nos eventos:

Sexta-feira Santa

O beijo da Cruz, na sexta-feira santa, substituído pela segunda fórmula, ou seja, adoração solene, como previsto no Missal Romano. Todas as procissões ficam canceladas na Semana Santa em todas as paróquias da arquidiocese.

Não haverá o Sermão do Encontro na Praça das Mercês nem o Sermão do Descendimento da Cruz, realizado normalmente após a Celebração da Morte do Senhor. O Sermão das Sete Palavras nas três horas da Agonia será realizado na Capela do Colégio Santo Antônio apenas com a presença do Coral e do Pregador, Cônego Vladian Silva Alves. Os fiéis podem acompanhá-lo devotamente em suas casas, pela transmissão dos meios de comunicação da Arquidiocese.

Sábado Santo

A Vigília Pascal seja celebrada de forma reservada apenas na Catedral, nas sedes das paróquias e áreas e no Carmelo Santa Teresinha. Para o início da Vigília, omite-se o acendimento do fogo, acende-se o círio e, omitindo a procissão, segue-se o precônio pascal. Na Liturgia da Palavra, reduza-se o número de leituras para o que é previsto como essencial. Para a Liturgia batismal, apenas se renovam as promessas batismais.

As expressões de piedade popular e as procissões que enriquecem os dias da Semana Santa e do Tríduo Pascal, poderão ser transferidas para outros dias convenientes, por exemplo, 14 e 15 de setembro, na Festa da Exaltação da Santa Cruz e a Memória de Nossa Senhora das Dores.

Domingo da Ressurreição

No Domingo de Páscoa haverá missa às 09h, na Catedral Metropolitana, presidida pelo Cônego Roberto Emílio Cavalli Junior, Cura da Sé, e às 12h na Capela da Residência Episcopal presidida pelos bispos. As duas serão transmitidas pelos meios de comunicação da Arquidiocese de Belém. Cada paróquia terá programação e transmissão própria.

 




2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade