DATA DE PUBLICAÇÃO: 14/03/2019
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese de Belém cria Área Missionária de São Clemente

Foto: Luiz Estumano.
 
A Igreja de São Clemente, no bairro do Bengui, em Belém, ficou pequena para a multidão presente no último domingo, 10, o segundo da Quaresma, na Missa de instalação da nova área missionária, uma das ações da Arquidiocese de Belém dentro das comemorações dos 300 anos da Diocese de Belém. O ato presidido por Dom Irineu Roman, um dos bispos auxiliares de Belém, foi também de posse para o Padre Paulo Humberto Rodrigues Cruz como administrador paroquial.
 
A celebração contou com presença de pessoas das comunidades que integram a área missionária, além de paroquianos e do pároco da Rainha da Paz, Padre Vanderson Jorge, além de paroquianos da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, no Distrito Industrial, antiga paróquia do Padre Paulo Cruz. Dom Irineu, que sugeriu a criação da área missionária após visita pastoral, reforçou a necessidade de a Igreja estar presente nos recantos mais distante da arquidiocese:
 
“A Igreja tem que anunciar a Palavra de Deus e a Área São Clemente é a presença evangelizadora da Igreja. As pessoas precisam converter-se, fazer a experiência do Deus vivo pela sua Palavra e pelos cultos que iremos promover em todos os setores desta área missionária. Uma igreja viva que se fará presente.”
 
Uma área missionária é a semente que ao ser cultivada tem grandes possibilidades de tornar-se paróquia. O bispo auxiliar nota que para isso acontecer há uma série de itens a serem completados: “É preciso ampliar o número de comunidades, realizar visitas missionárias de porta em porta, promover a dignidade e a vida deste povo que mora aqui. Com a atuação do padre Paulo, junto com as pessoas desta comunidade, será realizado um trabalho que, com certeza, resultará no crescimento da comunhão, da participação e o envolvimento de toda igreja desta área.”
 
Para Maria Sílvia Rodrigues, liderança na Igreja de São Clemente, toda a comunidade está radiante com o crescimento desta presença da Igreja no Bengui: “Agora, graças a bênção de Deus, está sendo colocada a área e, futuramente, a paróquia de São Clemente. Estamos muito felizes com tudo isso. A comunidade fez mutirões, coletas e deu força e estímulo ao padre Odorico a todo o momento na construção da nova igreja.”
 
Padre Paulo, que assume como administrador paroquial, afirma que aceita a nova missão de braços e coração abertos e que buscará, juntamente com os fiéis, promover uma Igreja em saída, como propõe o Papa Francisco:
 
“Não vamos aqui centralizar apenas a missa, mas estar junto com o povo nas periferias geográficas e as existenciais. É uma alegria grande estar aqui não tomando posse, mas assumindo o pastoreio. Vamos conhecer melhor essa gente, organizar círculos bíblicos, grupos de oração e, assim, chegaremos aos lugares mais distantes. Viver e crescer em comunidade, este será o nosso lema que será levado adiante”.
 
Início da nova área
 
Comunidade desde 1959 da Paróquia de Nossa Senhora Rainha da Paz, a Área Missionária de São Clemente surgiu após uma visita pastoral em 2016, realizada por Dom Irineu que, naquela ocasião, conheceu todas as comunidades da área paroquial e constatou a possibilidade da criação da área missionária, atendendo com maior proximidade as comunidades lá situadas.
 
Após contato com o Padre Odorico Raffin, conhecido pela construção de igrejas em Belém, deu-se início nas obras da nova estrutura da igreja matriz. Além da Igreja de São Clemente, compõem a nova área mais cinco comunidades: São José Operário, Santo Antônio, Nossa Senhora da Conceição, Jesus é Vida e Nossa Senhora do Carmo, integrando, também, a Região Episcopal Coração Eucarístico de Jesus.
 
Pode-se dizer que o zelo e o comprometimento de toda comunidade foi peça fundamental para a nova área missionária que ergue-se no Bengui. Segundo Waldênia Negrão, da Comunidade de Santo Antônio, uma das seis da área missionária, famílias envolveram-se doando materiais para a construção e também força de trabalho e apoio ao Padre Odorico: 
 
“Ajudamos na parte de rifas, doações, muitas famílias doaram aterro, cimento para poder construir. Sentimos maravilhados com esse envolvimento, chamamos vários irmãos para colaborar e arregaçar as mangas, como filhos desta área, isso é maravilhoso.” 
Waldênia vê com grandes expectativas os frutos que se seguirão com a criação da área São Clemente: “esta área que foi implantada irá abraçar muitas famílias que às vezes estão fechadas nas suas casas. Com a graça de Deus essa nova área irá fortificar cada vez mais a nossa comunidade. Lembramos que não estamos nos separando da Igreja irmã de Rainha da Paz, mas viemos agora somar, contribuir como Cristo quer.”
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade