DATA DE PUBLICAÇÃO: 09/10/2019
- Diminuir + Aumentar

227ª edição do Círio de Nazaré

Fotos: Luiz Estumano.
 
Na terça-feira, 8 de outubro, em Santa Missa presidida  por Dom Fernando Guimarães, Arcebispo Militar do Brasil, na Basílica Santuário de Nazaré, foi aberta oficialmente a 227ª edição do Círio de Nazaré.

Padre Ederaldo da Mata, vigário episcopal da região Menino Deus, deu as boas vindas ao Arcebispo Militar, que agradeceu o convite e saudou os presentes lembrando o Sim de Maria a vontade de Deus (Fiat: faça-se). A celebração eucarística foi presidida por Dom Fernando e concelebrada pelos sacerdotes da Arquidiocese de Belém.

Em sua homilia, Dom Fernando Guimarães refletiu o Evangelho que narra o primeiro milagre da vida pública de Jesus Cristo (bodas de Caná da Galileia). O Arcebispo Militar fez uma reflexão sobre o papel de Maria, somente um coração de Mãe é capaz perceber certas coisas na vida.

O primeiro milagre da vida pública ocorre pela intercessão de Maria. E assim como ela disse aquelas pessoas “fazei tudo que Ele vos disser” ela também nos diz quando a olhamos e falamos “olha para nós” em meio as alegrias, tristezas e provações da vida. Dom Fernando encerrando lembrando que “Somos Igreja e como Igreja de Cristo Maria nos reuni”.

Ao término da Santa Missa, membros da Diretoria da Festa, autoridades e Dom Fernando Guimarães se posicionaram em frente à Basílica Santuário para abertura oficial do Círio de Nazaré. As luzes do Santuário da Rainha da Amazônia e dos arcos da Avenida Nazaré foram acesas.

Em seguida iniciou cerimônia com membros da Diretoria, autoridades e convidados. Para Claudio Acatauassu, coordenador do Círio, a expectativa é para a realização da programação. Dom Fernando Guimarães, Arcebispo Militar, participa pela primeira vez do Círio de Nazaré, e conta que é uma oportunidade única.

“Então pra mim é a primeira vez como participante do Círio de Nazaré e posso dizer que já esse primeiro contato, como eu disse na homilia, desde o avião quando eu embarquei em Brasília, hoje pela manhã, de batina então a quantidade de famílias, de casais, de gente que estava tornando a terra, alguns depois de 10, 15 anos para o Círio então o avião já vinha com clima de Círio de Nazaré”, explica Dom Fernando.
 
Iluminação da Basílica Santuário de Nazaré.
 
Ele ainda destaca que Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém, lhe narrou sobre o Círio: “e eu sei também pelo depoimento do próprio Arcebispo que é uma festa que envolve não somente os católicos, mas todos inclusive de outras convicções religiosas, que se sentem envolvidas por esse clima de fraternidade, comunidade, de solidariedade e creio que essa é exatamente a função de Maria, recolher a todos sobre seu manto como família do Filho de Deus”, conclui o Arcebispo Militar.

Entre as autoridades presentes estava o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, e o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho.

 “Alegria de iniciar esse momento especial de mais um ano em que os paraenses salvam Maria e agradecem as graças alcançadas pedindo que a Mãe de Jesus, nossa padroeira, possa derramar de bênçãos todos os lares do Estado do Pará, tudo aquilo de bom proporcionando as nossas famílias muita paz, que nossa devoção e irmandade possam ser em torno de um estado melhor, uma vida em solidariedade e profundamente feliz. Poder participar junto com os paraenses de mais um círio desejando que Nossa Senhora nos abençoe”, enfatizou o governador do Estado sobre o início da quadra nazarena.
 
Cerimônia de abertura na Casa de Plácido.
 
Na ocasião também foi realizada a premiação do XV Concurso de Redação do Círio. Rodrigo Mendonça Chaves de Almeida, do 2º ano do ensino médio do Colégio Santa Catarina, foi o primeiro colocado no certame.

O vencedor ressalta que a sua inspiração para a produção da redação surgiu a partir do desejo de homenagear a Virgem de Nazaré e expressar o seu sentimento. “Primeiramente a minha inspiração e a minha motivação pra poder participar do concurso para poder fazer o texto foi prestar essa homenagem para Maria, que é nossa mãe, e poder prestar essa homenagem para ela e poder tá participando desse concurso tão especial pra poder dizer tudo o que eu sinto nessa data, que é o Círio. Poder expressar todo o amor que eu sinto por Maria, tudo que ela representa na minha vida e foi muito especial poder fazer parte disso”, finaliza Rodrigo Almeida.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade