DATA DE PUBLICAÇÃO: 02/09/2017
- Diminuir + Aumentar

Dom Antônio de Assis Ribeiro é ordenado a Bispo Auxiliar de Belém, em Ourém, PA

 
Na manhã deste sábado, 2 de setembro de 2017, às 10h, no município de Ourém, nordeste do Pará, foi Ordenado a novo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém do Pará, Dom Antônio Assis Ribeiro, por imposição das mãos do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Foram co-ordenantes, Dom Flávio Giovenale (SDB), Bispo de Santarém (PA), e Dom Meinrad Francisco (CSSp), Bispo de Humaitá (AM). O lema de Dom Antônio Assis é “Por eles me consagro!”, extraído do Evangelho de São João 17, 19.
 Natural da cidade de Capitão Poço - PA, Dom Antonio, também foi Ordenado Sacerdote na mesma cidade por Dom Miguel Maria Giambelli, então Bispo da Diocese de Bragança, em 17 de junho de 1995.
 
O Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, pediu, antes de dar início à solenidade, que fosse lido a Nunciatura Apostólica no Brasil, a qual comunicou no dia 28 de junho deste ano, a decisão do Papa Francisco em nomear novo bispo titular de “Babra” e Auxiliar na Arquidiocese de Belém (PA) o padre Antônio de Assis Ribeiro, SDB. A leitura foi feita pelo Chanceler e Moderador da Arquidiocese de Belém, Cônego Antônio Beltrão. 
 
A celebração foi realizada em frente à Paróquia Nossa Senhora da Conceição e contou com centenas de pessoas. Dom Alberto agradeceu a presença de todos nos ritos iniciais da celebração. “Irmãos e irmãos, a cidade de Ourém e Capitão Poço se reúne, aqui, hoje, para mais esse acontecimento da nossa igreja. Agradeço a presença de toda diocese de Bragança Pará com a presença dos bispos, religiosos e religiosas e todo o povo de Deus aqui reunido. A hospitalidade dessa terra nos edifica. Saibam que a recepção oferecida ao Bispo desde o dia 29 de agosto já correu o mundo”, disse.
 
Em especial, o Arcebispo agradeceu a família de Dom Antônio, na pessoa fraterna de seus pais. “Nosso olhar se volta à mãe Domingas de Assis Ribeiro e Hypólito dos Santos Ribeiro (in memorian), e a Nossa Senhora da Conceição a quem confiamos o Ministério do novo bispo”, exortou.
 
 
Os ritos de ordenação iniciaram conforme o costume dos santos padres - aquele que é escolhido para bispo deve ser interrogado diante do povo - tendo como resposta o “sim” a Deus e à Igreja, Dom Antônio Assis Ribeiro recebeu a unção para iniciar o pastoreio missionário. 
 
 
“Irmãos e irmãs sejamos todos revestidos da força de Deus com a graça do sacramento da ordem do Episcopado e da Eucaristia, coração da igreja. Todos nós fomos convocados a essa praça pelo Papa Francisco. Tudo se oferta ao altar do Senhor. A Arquidiocese do Belém do Pará se alegra em acolher mais um Bispo Auxiliar, um filho da terra paraense para mais um episcopado. Que seu ministério seja repleto de santidade e felicidade”, falou durante a ordenação. 
 
Ainda segundo o Arcebispo de Belém, após o anúncio do Papa Francisco, Dom Antônio questionou: por que eu? E então explicou “Você é feito profeta, consagrado a todos. Consagrado por amor. Monsenhor Antonio sabe que o ministério que Deus o enviou é tocante. O que a igreja e todos nos esperamos dele é a disponibilidade total para proclamar o Evangelho”, concluiu.  
 
Como de costume, após a ordenação, Dom Antônio recebeu os paramentos da Igreja. A Bíblia, para que sempre leve o Evangelho de Jesus Cristo; um anel, como sinal de compromisso, respeito e obediência à Igreja Católica; a Mitra, sinal de luz de Deus; e o Báculo, para a missão pastoreia. 
 
Ao final da celebração, o novo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio Assis Ribeiro, proclamou, muito feliz e emocionado algumas palavras. 
 
“O coração está a mil, irmãos. Gratidão é o sentimento que toma conta do meu ser agora. Que agradecer a todos de modo geral que se envolveram para essa grande festa. Em primeiro lugar, a Deus, pelo dom da vocação. Sou sacerdote por vocação. Agradeço o ao santo padre papa Francisco, de minha parte prometo obediência e comunhão. A todos os membros de minha família, ao meu pai (in memorian), aos meus pais toda a gratidão pela formação moral e religiosa, aos meus irmãos e parentes, muito obrigado pelo incentivo. Agradeço a Congregação Salesiana que sempre fez parte da minha vida. A CNBB que me acolheu de forma fraterna. E, em especial, a Dom Alberto Taveira Corrêa, obrigado pelo acolhimento, eu vim para servir e para somar”. E finaliza: “quero servir ao povo de Deus com o coração simples. Quero ter o cheiro das ovelhas. Ele escolheu para o episcopado um vaqueiro. Eu sou um agricultor e pastor Que eu nunca esqueça dos lugares de onde vim e por onde passei”. 
 
Texto: Priscila Pinheiro
 
 
BRASÃO EPISCOPAL
 
Lema: Por eles me consagro! (Jo 17, 19)
 
Do ponto de vista bíblico o verbo “consagrar” tem dois grandes significados: primeiro quer dizer “separação” ou “reserva” de algo ou alguém em vista de uma função sagrada. Consagração e missão estão sempre unidos (cf. Is 61,1; Lc 4,18). Jesus declarou: “O Pai me consagrou e me enviou ao mundo” (Jo 10,36); o segundo sentido do verbo “consagrar” é entregar, ou dedicar-se; é a resposta do sujeito consagrado. Aquele que foi separado para uma missão divina, é ungido pelo Espírito Santo para servir gratuitamente. Através da sua entrega livre, generosa e dedicada à missão recebida, realiza sua vocação. Na entrega generosa à sua missão, o sujeito consagrado cresce em santidade e santifica seus irmãos. O versículo deste lema episcopal faz parte da Oração sacerdotal de Jesus. Estamos no contexto da sua despedida. Jesus revela aos apóstolos que tem plena consciência de ter feito tudo pelos seus e promete entregar-se por inteiro, afim de que também eles “sejam consagrados com a verdade». O ápice da entrega de Jesus foi o seu martírio na cruz! A consagração à Verdade é entrega ao próprio Jesus Cristo através da Fé, da Comunhão com Ele, do anúncio e promoção do Reino de Deus. O bispo é consagrado e ungido para ser fiel continuador da missão de Jesus Cristo. Para isso, é necessário que não se deixe contaminar pelos males do mundo, mas entregue-se à Verdade que Liberta e Salva (cf. Jo 8,32).
 
Nunciatura Apostólica no Brasi
 
A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou no dia 28 de junho, a decisão do papa Francisco em nomear novo bispo titular de “Babra” e auxiliar na arquidiocese de Belém (PA) o padre Antônio de Assis Ribeiro, SDB, atualmente vice-inspetor da inspetoria Salesiana São Domingos Sávio, no estado de Amazonas.
Nascido em 26 de julho de 1966, na zona rural do município de Capitão do Poço, no nordeste do Estado do Pará. Padre Antônio foi ordenado como sacerdote dia 17 de junho de 1995, em Ourém (PA).  O religioso concluiu licenciatura em filosofia, em 1989, no Centro de Estudos do Comportamento Humano (Cenesch), da arquidiocese de Manaus (AM). De 1991 a 1994 cursou teologia pela na Universidade Pontifícia Salesiana em Roma (Itália).
Padre Antônio tem experiência de atuação com a Pastoral Juvenil Salesiana e também com crianças e adolescentes, tendo exercido,  em 2005, a função de Conselheiro Municipal da Criança e do Adolescente, em Belém (PA). Em 2003, fundou, em Ananindeua (PA), o Centro Associação Damas Salesianas, organização voltada para a promoção do voluntariado feminino no espírito salesiano.
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade