DATA DE PUBLICAÇÃO: 16/11/2017
- Diminuir + Aumentar

Assembléia Arquidiocesana traçou novos rumos para a Igreja de Belém

Foto: Priscila Pinheiro/ TV Nazaré
 
A Assembléia Arquidiocesana de Pastoral encerrou na tarde da quarta-feira (15). Durante uma semana, representantes das diversas expressões da Igreja local estiveram reunidas para deliberar e aprovar as diretrizes de evangelização para os próximos anos. A participação foi maciça e contou com a presença dos 3 bispos diocesanos. 
 
A última sessão teve início com a palavra do Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, que destacou o principal objetivo das atividades: "Estamos aqui para celebrar e fazer acontecer a unidade da nossa Igreja". 
 
A dinâmica seguiu como nas outras sessões. Os cerca de 140 delegados se dividiram em 6 grupos com os respectivos temas ou “eixos” (Comunhão, Formação, Espiritualidade, Caridade, Serviço e Comunicação), depois em 3 grupos cada um com 2 temas, para concluir com a plenária geral, por volta das 14h30.
 
Fotos: Rodrigo Silva/ Portal Nazaré
 
 
Na plenária foram expostas as propostas e conclusões dos grupos, que depois foram votadas, mantidas e/ ou alteradas. Vale ressaltar que praticamente todas as propostas foram aceitas por unanimidade. 
 
O Bispo Auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman, explicou que os resultados da Assembléia Arquidiocesana de Pastoral são a centralidade dos eixos debatidos e, a partir de então, serão colocados em prática. “As ações serão frutos daquilo que a comissão da Pastoral esquematizar e levar para todas as paróquias”, disse. 
 
O Plano de Pastoral elaborado a partir da Assembléia irá vigorar até o ano de 2019, quando haverá o Sínodo de Belém. “A partir daquele momento vamos retomar e renovar as idéias”, concluiu Dom Irineu.
 
 
Encerramento
 
A Santa Missa de encerramento foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, e concelebrada pelos auxiliares, Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, além dos sacerdotes da Arquidiocese.
 
A Santa Missa abriu oficialmente as comemorações pelo Ano do Laicato na Arquidiocese e Dom Alberto destacou as indicações do Missal Romano, que afirmam a necessidade da participação do Povo de Deus para que se possa "constituir assembléia" na celebração eucarística. 
 
 
O Arcebispo também reforçou a missionariedade, bastante lembrada durante as sessões. "A palavra missão será a força capaz de catalisar nossos esforços. Ela é a palavra de ordem".
 
Ao final da celebração o Chanceler da Arquidiocese, Cônego Antônio Beltrão, procedeu a leitura do decreto que convoca o I Sínodo de Belém, programado para os dias 21 a 30 de junho de 2019, ano em que será celebrado o 3º centenário de criação da Diocese de Belém.
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade