DATA DE PUBLICAÇÃO: 23/03/2018
- Diminuir + Aumentar

Livro do Papa “Deus é Jovem” é lançado no Brasil e no mundo

 
 
Na última terça-feira (20) foi lançado no Brasil (e no mundo) o livro-entrevista do Papa Francisco “Deus é Jovem”.  Com tradução do Padre Joãozinho, o livro foi publicada no Brasil pela Editora Planeta a poucos dias do Domingo de Ramos e do Dia Mundial da Juventude – jornada celebrada este ano em nível diocesano, no dia 25 de março. A obra é resultado de conversa entre o Santo Padre e Thomas Leoncini, jornalista e escritor de 33 anos.
 
Algumas passagens do livro já foram divulgadas por quatro jornais italianos: “Il Corriere della Sera”, “La Repubblica”, “La Stampa” e “Avvenire”. Em uma delas, Francisco denuncia a precariedade do trabalho juvenil. “Não se pode aceitar a exploração, não se pode aceitar que muitos jovens sejam explorados pelos empregadores com falsas promessas, com pagamentos que nunca chegam, com a desculpa de que são jovens e estão em experiência”, alertou Francisco.
 
O Santo Padre também convida as novas gerações a rejeitar a corrupção. “Os jovens não devem aceitar a corrupção como se fosse um pecado como os outros, nunca devem acostumar-se à corrupção, porque aquilo que deixamos passar em branco hoje, amanhã acontecerá de novo”. O livro também reflete sobre o lugar das redes sociais, das novas tecnologias de comunicação, e sublinha a dimensão profética dos jovens.
 
Em “Deus é Jovem”, Francisco deixa conselhos para a necessidade de compreensão das novas gerações, desafiando os mais velhos a criarem uma sociedade com raízes. “Se queremos dialogar com um jovem, devemos ser ‘móveis’, e então será ele a diminuir a velocidade para nos ouvir, será ele a decidir fazê-lo. E quando diminuir a velocidade começará outro movimento: um movimento no qual o jovem começará a seguir o passo mais lentamente para ser ouvido, e os idosos acelerarão para encontrar o ponto de encontro. Jovens e idosos devem conversar uns com os outros e devem fazer isso cada vez mais frequentemente: isso é muito urgente”, recomenda.
 
Dois anos após o lançamento do livro “O nome de Deus é misericórdia”, publicado em mais de 100 países, “Deus é Jovem” antecipa a próxima assembleia do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa para outubro, no Vaticano, e dedicada à realidade dos jovens na Igreja e na sociedade.
 
A reunião pré-sinodal, em preparação para o Sínodo dos Jovens 2019, está ocorrendo esta semana em Roma com mais de 300 participantes, incluindo cinco brasileiros. 
 
 
 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade