DATA DE PUBLICAÇÃO: 11/03/2019
- Diminuir + Aumentar

Fiéis lotam a Ilha de Mosqueiro para abertura da CF 2019

Fotos Luiz Estumano.
 
No último sábado, 9,  fiéis de várias comunidades e paróquias da Arquidiocese de Belém lotaram as ruas do distrito de Mosqueiro para participar da abertura da Campanha da Fraternidade 2019 com o tema “Fraternidade e Políticas” e com o lema “ Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).
 
A Campanha da Fraternidade 2019 visa estimular a participação da sociedade em Políticas Públicas para o Bem Comum.  Monsenhor Raimundo Possidônio da Mata, Vigário Geral da Arquidiocese de Belém, explica que o local de abertura da CF 2019 foi escolhido a partir da atenção da Igreja pela realidade amazônica e pela missão evangelizadora pedida pelo Papa Francisco.
 
Santa Missa de Abertura da CF 2019.
 
O Arcebispo de Belém destacou a escolha da Ilha de Mosqueiro para a abertura. “Nossa Arquidiocese tem o hábito de fazer no sábado, no primeiro sábado da quaresma, essa abertura. Cada ano escolhemos uma área e este ano foi  mosqueiro, porque nunca  tinha vindo aqui. O que expressa também todo esse desejo de valorizar a nossa realidade amazônica. É uma ilha, a maior ilha da nossa Arquidiocese, então nós queremos reconhecer o valor deste lugar que é muito bonito, muito digno. E também dizer que nós queremos construir  uma realidade bonita, válida para todos , que todo mundo se sinta bem”. 
 
Paróquias, comunidades grupos de oração, o clero arquidiocesano e os moradores da Ilha de Mosqueiro saíram em caminhada, da Rua 16 de novembro, até a Praça Matriz de Mosqueiro, situada em frente à Paróquia de Nossa Senhora do Ó para participar da celebração eucarística, na Praça Matriz, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém.
 
Fiéis lotaram a Praça Matriz para participar da celebração eucarística.
 
Durante sua homilia, Dom Alberto destacou a responsabilidade social da população quanto às políticas públicas. “Nossa sociedade também tem as suas muitas doenças e essas doenças são responsabilidades tanto nossas como daqueles que nos governam. A nossa sociedade têm situações a serem devidamente enfrentadas”.
 
 Manoel Junior, guarda na Paróquia Nossa Senhora do Ó, não escondeu o entusiasmo com a presença de toda a Igreja na abertura da CF na Ilha. “Estamos muito honrados de ter essa representação da nossa Arquidiocese aqui em nossa Ilha. O que representa a Campanha da Fraternidade é harmonia, é amor, é compaixão com nossos irmãos”.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade