DATA DE PUBLICAÇÃO: 25/09/2019
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese lança livro orientador para a criação de Oratórios Paroquiais

Fotos: Luiz Estumano.
 
Na manhã desta quarta-feira, 25, foi realizado o lançamento do livro “Orientações Pedagógicas e Pastorais para a Promoção dos Oratórios Paroquiais”, na Fundação Nazaré de Comunicação, em Belém, com a presença de Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém; de Dom Antônio de Assis Ribeiro e de Dom Irineu Roman, bispos auxiliares; membros do setor juventude arquidiocesano e movimentos e pastorais da Igreja de Belém; e de Wilson Cordeiro de Albuquerque, secretário municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel).

Na ocasião foi apresentado o projeto e a publicação “Orientações Pedagógicas e Pastorais para a Promoção dos Oratórios Paroquiais”, que guiará a juventude arquidiocesana na implantação de oratórios em suas paróquias.

A cartilha conta com perguntas e dúvidas acerca do processo de implantação dos Oratórios Paroquiais na Arquidiocese de Belém. A elaboração do material levou cerca de um ano. Na ocasião do lançamento, Dom Irineu Roman lembrou o passo inicial de criação da proposta oracional na Arquidiocese.

“Essa iniciativa dos oratórios paroquiais partiu justamente de Dom Antônio, como filho de Dom Bosco. E uma iniciativa que nos envolve (nós, bispos), e que devem envolver todo o clero, que deve envolver todas as lideranças, eu diria adultas, leigos e leigas das nossas paróquias, a vida religiosa, as novas comunidades e toda a Arquidiocese de Belém, que é urgente esse trabalho da juventude”, destaca Dom Irineu incentivando a participação de todos os organismos vivos da Igreja de Belém.
 
Processo de elaboração do livro durou um ano.
 
Para Dom Antônio de Assis Ribeiro, o Oratório Paroquial consiste em uma experiência de evangelização como explica: “Uma evangelização que proporcione espaço de convivência, espaço de entretenimento, espaço de expressão de cultura, de relações humanas que vão ao encontro das múltiplas necessidades dos jovens, necessidades de convivência, de esporte, de amizade, necessidade de se apresentar, de manifestar seus dotes e talentos. Isso é o oratório”, finaliza o Bispo Auxiliar.

Ele ainda complementa ressaltando o contexto histórico local, nacional e internacional dos jovens e que o oratório é uma resposta e uma estratégia de resposta a criminalidade. “Ela grita através do vazio, ela grita através da violência, grita através da dispersão, ela está gritando através da criminalidade, está gritando através das múltiplas formas de violência”.

O eixo norteador do Plano Pastoral da Arquidiocese de Belém é a evangelização e a criação dos oratórios está inclusa nesse processo: “a missão da Igreja é evangelizar. Nós não evangelizamos o espírito, evangelizamos a pessoa na totalidade, na sua pluridimensionalidade,  na sua grandeza de dimensões e nós queremos evangelizar os jovens. Nós queremos uma evangelização aberta, uma evangelização dinâmica, uma evangelização que de reposta para o vazio existencial”, finaliza Dom Antônio.
 
Grupos, movimenbtos e pastorais participaram do lançamento.
 
O início dos oratórios paroquiais se deu no século XVI, em Roma, pelo padre Filipe Neri, conhecido por seu zelo, sensibilidade e criatividade pastoral. E visam contribuir para a formação humana e a evangelização do público infanto juvenil e sua família por meio da promoção de atividades socioeducativas. A finalidade principal é aliar educação e evangelização.

Na Arquidiocese de Belém já existem paróquias que realizam estas atividades e o objetivo é a criação e ampliação, como destaca Dom Alberto Taveira Corrêa: “Nós precisamos enfatizar, concretizar esse roteiro com as orientações paroquiais, instrumento precioso, para tantos que se tornarão agentes. Propagadores para que todos se contagiem”.

Para o Arcebispo de Belém, os oratórios serão espaços com a presença de Deus. “O oratório quer ser lugar onde as famílias podem levar seus filhos. Um ambiente que é sadio e traz a presença de Jesus. Nós três (eu, Dom Antônio e Dom Irineu) sonhamos alto, que todos os nossos espaços paroquiais tenham oratórios”, finaliza Dom Alberto.

Acesse aqui e reveja momentos da cerimônia de lançamento do livro para a implantação de oratórios paroquiais. Neste link você confere uma matéria especial.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade