DATA DE PUBLICAÇÃO: 19/05/2017
- Diminuir + Aumentar

Seminário Maior São Pio X completa 51 anos

 
O Seminário Maior São Pio X completa 51 anos de fundação na sexta-feira, 19. A comemoração da Arquidiocese de Belém será na quinta-feira, dia 18, com a celebração da Santa Missa em Ação de Graças pelo transcurso da data, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Concelebrará a celebração eucarística o reitor do Seminário São Pio X, Cônego Vladian Alves, e demais formadores dos seminários arquidiocesanos. A Missa será às 18h30, na capela do seminário, situado na rodovia BR 316, Km 6,  no bairro de Águas Lindas, em Ananindeua.
 
A ocasião será comemorada especialmente por aqueles que residem ali, como os seminaristas da Arquidiocese de Belém, oriundos do Seminário São João Maria Vianney, do Seminário Monsenhor Edmundo Igreja, do Seminário Redemptoris Mater e do Seminário Propedêutico Dom Tadeu Prost, e também pelos respectivos reitores de cada uma dos seminários.
 
O Seminário São Pio X tem a missão de formar vocacionados a servir a Igreja como padres no futuro, e há 51 anos tem desempenhado com êxito esse objetivo. No complexo onde está localizado o Seminário São Pio X está instalado o Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC), a Matriz Paroquial de São Pio X, o Seminário Propedêutico Dom Tadeu Prost e a Faculdade Católica de Belém, que é local de estudo de mais de 200 Seminaristas de novas comunidades, Congregações e Dioceses do Regional Norte 2.
 
O reitor do Seminário São Pio X, Cônego Vladian Alves, destaca a importância do espaço de formação. “O seminário sempre foi visto pela Igreja como coração, o lugar para onde se pode cultivar as vocações. São os seminaristas que nutrem na Igreja uma esperança de termos outros padres que possam um dia estar animando uma comunidade, celebrando os sacramentos, ajudando as pessoas no caminho de Deus. Seminário é o lugar da espera ativa, isto é, pela vida comunitária, pela oração, pelo trabalho...então é um tempo de espera para receber o Dom do sacerdócio, que é concedido pela Igreja, pela mediação do Bispo, dos formadores, da família, da comunidade e por tantas pessoas que colaboram com a formação dos seminaristas”.
 
Histórico
 
Após a criação da sede episcopal do Pará em 1719, o padre jesuíta Gabriel Malagrida fundou o Seminário Nossa Senhora das Missões em 1745. O tempo passou e o prédio da era colonial que abrigava o Seminário desgastou-se e precisou ser fechado para reformas. Entre relocações, adaptações e transformações, a casa formativa recebeu de Dom Antônio Macedo Costa, o nome de Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição.
 
Em 1953, Belém sediou o VI Congresso Eucarístico Nacional. Dom Mário de Miranda Villas Boas, então Arcebispo Metropolitano, vê nessa ocasião uma oportunidade para iniciar a campanha de aquisição de terreno e construção de um novo Seminário, sob a proteção de São Pio X, grande difusor do culto Eucarístico e Pontífice que elevou a Diocese de Santa Maria de Belém do Grão Pará à Arquidiocese, em 1906.
 
Dom Mário fomentou em sua Igreja o desejo pelo Seminário, mas coube ao seu sucessor, um bispo paraense, Dom Alberto Gaudêncio Ramos, continuar o sonho. Muito apoiado por seu auxiliar, Dom Tadeu Prost, ambos se empenharam em angariar recursos financeiros para a construção da nova casa de formação sacerdotal. Dom Tadeu viajava anualmente para sua terra natal, os Estados Unidos, onde coletava doações de familiares e amigos.  
       
Em março de 1958 eles conseguiram, por doação da Prefeitura Municipal de Belém, um terreno grandioso localizado à margem da BR 316, principal entrada e saída da cidade. A partir desse fato, na memória da Igreja Amazônica, se escrevia uma história marcada pela Providência de Deus manifestada na generosidade de tantas pessoas que ajudaram na obra.
 
Após as construções, a 19 de maio de 1966, aproveitando a visita de Dom Sebastião Baggio, Núncio Apostólico do Brasil, foi inaugurado o Seminário São Pio X com uma solene celebração eucarística muito prestigiada por autoridades e fiéis de todo o estado que queriam presenciar o ato histórico.
 
Em 1999, o Seminário passou por algumas reformas estruturais, e passou a abrigar o Centro de Cultura e Formação Cristã, e também o Instituo Regional de Formação Presbiteral, agora chamado de Instituto Dom Vicente Zico, além do Seminário Propedêutico Dom Tadeu Prost e, desde 2013, a Paróquia São Pio X.
 
Em 51 anos de história, muitos foram os momentos marcantes, entre eles a visita e hospedagem do Papa João Paulo II, em julho de 1980. Após visitar uma colônia de hansenianos na cidade de Marituba, região metropolitana, o Santo Padre almoçou e repousou no Seminário São Pio X que até hoje mantém essa lembrança viva através de placas, fotos, recortes de jornais e o quarto onde repousou o então Pontífice, agora santo.
 
Revista Catholica disponível

A Revista Catholica, elaborada pela Faculdade Católica de Belém já está disponível na Arquidiocse de Belém. A revista acadêmica da Faculdade Católica foi organizada pelo padre João Paulo Dantas, Vigário da Catedral Metropolitana de Belém.
 
A publicação tem quase 300 páginas e o conteúdo é, em grande parte, um avervo de memória do do XVII Congresso Eucarístico Nacional, realizado em Belém em agosto do ano passado.A revista traz as principais homilias e também conteúdo do simpósio teológico.
 
Segundo o autor, a revista  Catholica foi confeccionada para ser um diálogo com a comunidade acadêmica, e com todos os demais interessados em conhecer a identidade da Faculdade Católica de Belém.
 
Aquisição - A revista está disponível para venda na Faculdade Católica, na Catedral de Belém e na Fundação Nazaré de Comunicação. Mais nformações: (91) 4006-9211.
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade