DATA DE PUBLICAÇÃO: 19/05/2017
- Diminuir + Aumentar

CNBB e instituições públicas realizam ação social no Marajó

 
Para marcar o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18, o Regional Norte 2, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com a Polícia Civil, Defensoria Pública do Estado e a sociedade civil, realizou uma ação social em Santa Cruz do Arari, no arquipélago do Marajó, no último dia 17.
 
A ação social teve como objetivo proporcionar um dia de muita informação e prestação de serviço para a comunidade. “Que a pessoas possam se aproximar da sua reflexão, consciência de que também são portadores da vida plena”, destaca Ir. Henriqueta Cavalcante da Comissão de Justiça e Paz (CJP) da CNBB Norte 2.
O evento, realizado no Centro Católico de Evangelização, teve início com palestra sobre a exploração sexual infantil, ministrada por Irmã Henriqueta. Para ela a ação foi “um momento de fortalecimento, formação e orientação sobre os direitos humanos, em um contexto que grita pela vida”.
 
Foram oferecidos vários serviços à população da cidade que é considerada umas das mais pobres do Brasil, como a emissão da carteira social, certidão de nascimento, carteira de trabalho, carteira de identidade (2ª via), corte de cabelo, orientação jurídica, e diversos serviços de saúde.
 
Segundo dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Maranhão, Pará, Amazonas e Piauí são os Estados que mais aparecem na lista de populações com baixo poder de consumo. Dentre os representantes paraenses, Santa Cruz do Arari (15,1%); Limoeiro do Ajuru (15,9%); Chaves (16,1%); Augusto Corrêa (16,1%); Afuá (16,3%); Viseu (16,9%); e Porto de Moz (17%). “A cidade precisa de ações como essa, o povo é muito carente. É muito importante fazer o bem”, disse o delegado da Polícia Civil, Rodrigo Amorim.
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade