DATA DE PUBLICAÇÃO: 19/05/2017
- Diminuir + Aumentar

Semana do Encarcerado debate a questão prisional

 
Com o objetivo de discutir a situação do encarcerado no Estado, a Arquidiocese de Belém, por meio da Pastoral Carcerária, promove a décima edição da Semana do Encarcerado, que discute temas pertinentes com representantes de órgãos públicos, comunidade acadêmica e sociedade. Iniciada no dia 15, no auditório da Defensoria Pública do Pará, acontecerá, excepcionalmente, nos dias 22, 23 e 24 deste mês.
 
A abertura, dia 15, contou com apresentação do coral Timbres da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Compuseram a mesa, nessa ocasião,  o Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, o Juiz Claudio Rendeiro, titular da Segunda Vara de execução penal, o Coronel André Cunha, superintendente do Sistema Penitenciário do Estado do Pará e representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA) e do Centro de Recuperação Feminino.
 
Com o tema “Por uma vida sem grades; Por grades mais humanas”, a décima edição da Semana do Encarcerado discute a criação de políticas públicas voltadas para a humanização da pena, motivando o apenado a buscar uma vida nova em Cristo sob todos os aspectos.
 
“Esperamos com essa iniciativa contribuir com as autoridades e segmentos sociais afins no estímulo e fomento à observância e ações voltadas para pratica dos Direitos Humanos, com uma participação efetiva da iniciativa privada e da sociedade em geral”, afirmou o diácono Ademir da Silva, coordenador da Pastoral Carcerária.
 
Ainda segundo ele, o objetivo é “alertar a sociedade para que tenha uma nova visão da comunidade carcerária e a apóie social e espiritualmente, proporcionando-lhe condições reais de um recomeço digno após o cumprimento da pena”.
 
Programação

As atividades da Semana do Encarcerado serão realizadas excepcionalmente na próxima semana, a partir do dia 22, no auditório do Instituto de Ciências Aplicadas da UFPA, no Campus  do Guamá. As atividades acontecerão até a próxima quarta-feira, 24,com início sempre às 8h30, ministradas pela professora Verônica do Couto Abreu, doutoranda em sociologia, com a participação de um representante de uma das instituições ligadas ao tema. 
No dia 22, haverá a mesa redonda “A Mulher/Mulher Mãe e o direito à prisão domiciliar” com participação da diretora do Centro de Reeducação Feminino, Carmen Botelho. Na terça-feira, 23, o tema será “Desencarceramento x Superlotação”, com presença do Juiz Cláudio Rendeiro. O último dia, terá a participação da defensora pública Edna Silva, cabendo-lhe abordar o tema da superlotação. 
 
Nesta sexta-feira, 19, serão realizadas, às 8h30, missas no Centro de Recuperação, no Coqueiro, Centro de Reeducação Feminino, em Ananindeua, e na Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio, Nova Marambaia, em Belém. Ainda no mesmo dia, às 18h, na Basílica Santuário de Nazaré, haverá missa de encerramento, presidida por Dom Alberto Taveira.
 
Ao final da celebração  será lançada mais uma edição do concurso de pintura “Libert’art”, que reúne obras produzidas por apenados a partir de uma temática. Na ocasião, haverá a divulgação do cartaz e o regulamento do referido concurso.

Semana do Encarcerado

A Semana do Encarcerado surgiu dentro da Arquidiocese de Belém para manter vivos os ideais da Campanha da Fraternidade de 1997 que teve como temática “Fraternidade e encarcerados” e o lema “Cristo liberta de todas as prisões”. A campanha daquele ano incentivou a implantação de políticas públicas na promoção da cultura de paz, apoiando os direitos humanos junto à comunidade carcerária e estimulando a oportunização de trabalho, educação, saúde e lazer.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade