DATA DE PUBLICAÇÃO: 07/07/2017
- Diminuir + Aumentar

Miscelânea: Maldição (V)

 
 
 
Meu trabalho aqui, hoje, será relacionar, com vista aos possíveis interessados, - por certo sempre os haverá – às vezes em que, na Bíblia, aparecem as palavras maldição, maldito e amaldiçoar. Para isso, recorri à “Concordância Bíblica”, edição da Sociedade Bíblica do Brasil, Brasília, 1975, que como me tem ajudado, pelo que sou gratíssimo a seus organizadores, para os quais, sem a menor dúvida, não passo de um desconhecido.
 
Por que uma “Concordância” editada por evangélicos, perguntar-se-á alguém, e, não, por uma editora católica? 
Minha resposta: pura e simplesmente porque ainda não houve, ao que eu saiba, uma só das muitas que temos, que se abalançasse a editá-la. 
 
Assim sendo, em minha relação deixarão de ser contabilizadas as ocorrências acaso existentes nos livros de Tobias, de Judite, 1º e 2º Macabeus, Sabedoria, Eclesiastíco, Baruc e em parte de Daniel e de Ester, uma vez que não são aceitos por eles, assim como também não se encontram na Bíblia Hebraica, devido a razões que, acredito, ora não vêm ao caso.
 
Comecemos pela palavra maldição. 
 
Salvo engano meu, falha, força convir, muito como em mim, ela aparece, ao todo, sessenta e quatro vezes, sendo cinquenta e sete no Primeiro Testamento (alinho-me entre os que preferem o adjetivo primeiro ao antigo, ou, pior, velho, por eles me parecem depreciativos) e sete, no Segundo, qualificativo que emprego como substituto lógico do termo novo, usado por meio mundo.
 
Trazem-na vinte e três livros: dezoito do Primeiro Testamento, - Gênesis, Números, Deuteronômio, Josué, Juízes, 2º Samuel, 1º e 2º Reis, 2º Crônicas, Salmos, Provérbios, Isaías, Jeremias, Lamentações, Daniel, Sofonias, Zacarias e Malaquias – e cinco, do Segundo: Romanos, Gálatas, Hebreus, Tiago e Apocalipse. 
 
Vezes e local em que ela, claro que a palavra maldição, é encontrável.
 
Uma única vez: no Primeiro Testamento, em seis livros: 2º Samuel: 16,2; 2º Reis: 22,19; 2º Crônicas: 34,24; Neemias: 13,2; Lamentações: 3,65; Daniel: 9,11; no Segundo, em quatro livros: Romanos: 3,14; Hebreus: 6,8; Tiago: 3,10 e no Apocalipse: 22,3. Em ambos os testamentos, um total, portanto, de dez livros.
 
Para poupar o leitor, quem sabe muito mais ocupado do que eu, o trabalho de procurar em sua Bíblia, supondo-se que a tenha, essas citações, vejo-as eu, para ele, com o máximo prazer. Para o que, recorro quer à Bíblia do Peregrino, quer à de Jerusalém, sem com isso pretender desmerecer as demais, todas elas, sem favor nenhum, em meu entender, dignas da maior atenção. 

Como, porém, o espaço a mim reservado está chegando ao fim, por hoje, plagiando certa música do cancioneiro popular, vou ficando por aqui. O que ficou faltando deixo-o para a próxima edição. Até lá. Shalom!  
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade