DATA DE PUBLICAÇÃO: 07/07/2017
- Diminuir + Aumentar

Diocese de Marabá celebra o jubileu de 25 anos da Pastoral da Criança

 
Na Diocese de Marabá, a Pastoral da Criança celebra domingo, 09, o jubileu de 25 anos de missão. O Bispo da Diocese de Marabá, Dom Vital Corbellini preside missa em ação de graças na Escolar Deuzuita Melo, no bairro das Laranjeira. O momento celebrativo conta com a presença do doutor Nelson Arns, coordenador internacional da Pastoral da Criança e filho da doutora Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança.
O Jubileu dos 25 anos da Pastoral da Criança teve início no dia 7 e segue até o dia 12. No dia 9, antes da missa está programada uma caminhada contando conta com a participação do clero, da vida religiosa e do laicato da região do Carajás. 
 
No dia 10, acontece mesa redonda sobre “Acompanhamento nutricional, 1000 dias e nossa saúde” com profissionais de saúde do município de Marabá, na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – UNIFESSPA. O evento encerra-se com a visita de doutor Nelson ao município de Parauapebas, com parada em Curionópolis, localidades em expansão do trabalho da Pastoral. 
 
O organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), atua no cuidado à vida de crianças de zero a seis anos de idade e gestantes na região do Carajás, contribuindo significativamente para o desenvolvimento da infância na Amazônia. Atualmente cerca de 3.700 mil crianças são acompanhadas pelos líderes, pessoas voluntárias a serviço da Pastoral da Criança, que atuam em ações de saúde, educação, nutrição e cidadania, através de visitas domiciliares.
 
História
 
A Pastoral da Criança foi implantada oficialmente dia 29 de julho de 1992, inicialmente no bairro Laranjeiras, município de Marabá. Através da iniciativa de irmã Agnes Vincquier, religiosa missionária do Sagrado Coração de Maria, que trouxe a preocupação e a experiência que já acontecia em outros lugares do Brasil, no combate à desnutrição, verminose e outras doenças que afetavam diretamente a saúde da criança.

A disponibilização da multimistura e o incentivo ao soro caseiro foram algumas das estratégias incorporadas nas ações com as famílias que ajudaram muitas crianças contra a grave desnutrição e desidratação causada pela diarréia. A Pastoral da Criança começou a inserir-se em alguns espaços como o Conselho de Saúde e Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente. Atuando no controle social, defendeu o direito ao pré-natal para as gestantes, bem como a gratuidade da certidão de nascimento aos recém-nascidos.
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade