DATA DE PUBLICAÇÃO: 25/08/2017
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese de Belém comemora primeiro aniversário do CEN2016

Fotos: Luiz Estumano
 
Entre os dias 15 a 21 de agosto de 2016, Belém tornou-se capital eucarística do Brasil durante a realização do XVII Congresso Eucarístico Nacional (CEN2016) e congregou mais de 2 milhões de pessoas naquele ano emblemático. Assim, a Arquidiocese de Belém festejou o aniversário de um ano do grande evento com Santa Missa, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira Corrêa, na Catedral Metropolitana no último dia 21. Ainda no mesmo dia houve lançamento do livro memorial e da EXPOCEN2016 com acervo fotográfico e litúrgico.
 
 
 
A partir do tema “Eucaristia e partilha na Amazônia missionária” e o lema “Eles o reconheceram no partir do Pão” (Cf. Lc 24, 35) a Arquidiocese de Belém mostrou para o Brasil a fé e a força do trabalho missionário realizado na Amazônia, sendo manifestação pública da fé de todos em Nosso Senhor. Com a presença do Legado Pontifício, cardeais, arcebispos e bispos, presbiterado, diáconos, religiosos e religiosas, pessoas de vida consagrada, bem como leigos e leigas, o Congresso colocou em relevo a consciência da Eucaristia, bem mais precioso da Igreja.

A celebração eucarística do dia 21 teve a presença de parte do clero arquidiocesano, diáconos, além dos fiéis que estiveram em grande presença. A liturgia teve início com a execução do hino do CEN2016 de autoria do Pe. Carlos Augusto Azevedo da Silva (Letra) e Paulo José Campos de Melo (Melodia) e executado pelo coral “Scholam Cantorum”, da Catedral.
 
Em sua homilia, o Arcebispo lembrou que a data era também a festa litúrgica de São Pio X, grande difusor do culto Eucarístico e Pontífice que elevou a Diocese de Santa Maria de Belém do Grão Pará à Arquidiocese, em 1906.  Em seguida, Dom Alberto comentou o Evangelho do dia (Mt 19,16-22) que observa os três primeiros  mandamentos. “Não basta fazer tudo direito, é preciso ter um coração voltado para Deus. É necessário fazer uma escolha em que colocamos o Senhor em primeiro lugar em nossa vida. E aí tudo que fizermos terá colorido diferente, sabor diferente e será novo e renovado”. 
 
Sobre a memória do CEN2016, o Arcebispo disse: “A memória daquela semana memorável e importante do Congresso Eucarístico inesquecível, a memória dessa semana que nós fazemos hoje no dia que completamos um ano do encerramento do congresso, traz ao nosso coração sentimentos de muita gratidão. Deus nos conduziu e nos tornamos capital eucarística do Brasil durante aqueles dias. O clima de oração e piedade, as adorações, missas, aprofundamento teológico, tudo foi importante. Estamos hoje aqui presentes para colocar em relevo a obra que Deus realizou através de nós em nosso coração e na sua Igreja”.
 
Ao final da celebração, Dom Alberto ganhou um quadro do Cura da Sé, Padre Roberto Cavalli Júnior, recentemente anunciado como novo integrante do Cabido Metropolitano. “Para mim foi um tempo cheio de bênçãos. O Senhor nos conduziu e deu força para realizar esse belo CEN2016”, afirmou o Cura ao se pronunciar.
 
Exposição do CEN2016 e Livro Memorial

Encerrada a Santa Missa, deu-se seguimento à abertura da EXPOCEN 2016 - Memórias do XVII Congresso Eucarístico Nacional, no Salão dos Pontificais e que traz muitas fotografias, símbolos, objetos litúrgicos e paramentos que tiveram como inspiração a samaumeira, o açaí, a vitória régia, as águas barrentas dos rios e as pedras amazônicas. A abertura foi realizada com o desenlaçar da fita, feita pelo Arcebispo Metropolitano e pelo Cura da Catedral.
 
 
 
Com curadoria de Deyseane da Costa, a exposição tem como proposta rememorar toda a trajetória do Congresso a partir de uma perspectiva cronológica iniciada com a preparação para o congresso, passando pelos momentos de reflexão e no congresso em si: “O conjunto de fotografias que foram feitas em diversos municípios foi o grande desafio. Analisando sempre a representatividade simbólica que cada uma dessas imagens trazia consigo”. 
 
 
 
Com curadoria de Deyseane da Costa, a exposição tem como proposta rememorar toda a trajetória do Congresso a partir de uma perspectiva cronológica iniciada com a preparação para o congresso, passando pelos momentos de reflexão e no congresso em si: “O conjunto de fotografias que foram feitas em diversos municípios foi o grande desafio. Analisando sempre a representatividade simbólica que cada uma dessas imagens trazia consigo”. 
 
 
Com o livro em mãos, Maria de Fátima Silva, da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, lembra com muita felicidade do Congresso Eucarístico ao ver os momentos do evento em lindas imagens na exposição: “As fotos estão maravilhosas. Será bom fazer essa recordação com a exposição e com o livro”.
A exposição ficará aberta na Catedral de Belém até 3 de setembro, de terça-feira a domingo, das 16h às 21h, no salão dos Pontificais.
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade