DATA DE PUBLICAÇÃO: 06/10/2017
- Diminuir + Aumentar

Dom Antônio reúne com juventude

 
Lideranças jovens de pastorais e grupos da Arquidiocese de Belém reuniram-se na última semana de setembro com o Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, na Cúria Metropolitana. O encontro serviu para o Bispo ouvir a juventude engajada nas forças vivas da Igreja e saber dos seus anseios e incentivar ainda mais a participação juvenil na vida da Igreja.
 
As reuniões, cinco ao todo, aconteceram após uma deliberação do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que designou Dom Antônio como o bispo referencial para o setor juventude da Arquidiocese de Belém. Nesse sentido, Dom Antônio começou seu processo de observação desse setor para ter o conhecimento e uma visão ampliada de como estão sua atividades, saber como os jovens se sentem em relação à partilha de suas vidas com a comunidade nas igrejas onde convivem, segundo informações de Dom Antônio.
 
A partir do Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965) diversos documentos da Igreja pedem uma renovada e destemida atenção aos jovens. O mesmo se observa nos documentos da Conferência do Episcopado Latino-americano - Medellin (1968), Puebla (1979), Santo Domingo (1992), Aparecida (2007) e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. “A nossa meta com esse diálogo com as juventudes é revitalizar o ardor missionário dos jovens e a sua participação na vida da Igreja de modo que seja mais evidente o protagonismo juvenil com sua criatividade e alegria, mas de modo orgânico e comunicacional. A questão da comunhão dentro do próprio setor juventude é um desafio e, por outro lado, o dever da acolhida e do incentivo aos jovens por parte dos párocos e líderes de comunidade é necessário”, apontou Dom Antônio.
 
À reunião na Cúria compareceram integrantes das pastorais da Juventude e Universitária e também das Novas Comunidades, expressões de grande presença na Arquidiocese. Na ocasião, Dom Antônio conheceu o comprometimento desses grupos. “Há por toda parte uma rica e viva expressão juvenil profundamente comprometida na Igreja. São jovens com muitos rostos de acordo com os contextos de atuação, carismas e compromissos pastorais, comprometidos em muitos campos eclesiais: na catequese, na liturgia (música), nos grupos, nas pastorais e nos movimentos”.
 
O Setor Juventude expôs na reunião seus anseios e as circunstâncias pastorais em que atuam de maneira profunda, o que já está sob análise e reflexão de Dom Antônio. “Em síntese, de modo geral, os jovens querem mais atenção, mais espaço para o protagonismo, querem ser mais desafiados, querem mais formação humana, teológica, pastoral, querem acompanhamento com firmeza, clareza e flexibilidade, querem ser Igreja contribuindo com suas riquezas naturais próprias da idade”, disse o Bispo.
 
E prossegue: “A Igreja na sua dimensão missionária e pastoral, deve dar atenção a todos, ou seja, cuidar do próprio corpo em sua totalidade. Quem cuida do corpo? São os membros do próprio corpo, cada um contribui com o seu dinamismo próprio. Assim também é a Igreja! Os jovens precisam desse carinho, desse cuidado, dessa atenção por parte das lideranças. Infeliz da comunidade sem jovens; ela está condenada à perda de dinamismo, à queda da vitalidade e, passando pelo envelhecimento precoce, se acaba com a morte. É preciso cuidar do futuro!”
 
Dom Antônio encontra respaldo nos seus 32 anos de serviço à Igreja, dos quais 22 dedicados ao sacerdócio e sempre trabalhando com jovens. O Bispo Auxiliar possui experiência com campos de serviço juvenil, quer no acompanhamento, quer na formação de grupos e assessores juvenis, e está confiante para o trabalho que se seguirá: “Estou com boa vontade para dar a minha contribuição”.
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade