DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/10/2017
- Diminuir + Aumentar

Mundo juvenil e a fé cristã

Muito admirei a massa de jovens que participou das diversas atividades do Círio de Nossa Senhora de Nazaré: estiveram nos grupos de estudo, nas romarias, na transladação, pagando promessas, nas celebrações eucarísticas, nos corais e bandas nas arquibancadas, nos serviços de solidariedade (voluntários), na liturgia, no serviço de guarda etc. Diante disso devo dizer: Parabéns, jovens! 
Os eventos do Círio constituem um verdadeiro “banco de dados” que nos convida a refletir sobre uma série de indicadores sócio-religiosos e eclesiais. Um desses indicadores, do qual me ocupo nesta reflexão, é o significado da presença dessa animada massa juvenil. Aliás, grande parte dessas atividades, por serem exigentes, convocam naturalmente os jovens. É preciso saúde e energia!
 
Não me atrevo aqui a traçar o perfil dessa juventude. Não é fácil! Mas, a partir de alguns dados massivos e mais evidentes, creio que podemos refletir sobre algumas importantes questões sobre a relação entre os jovens e fé católica
.
 
Os jovens católicos e a experiência religiosa
 
Não é verdade que os jovens estão alheios à religião. Todavia, é bem verdade, que dados os estatísticos oficiais apontam o crescimento do agnosticismo e do ateísmo entre os jovens. O que significa então o fervor dessa massa juvenil no Círio, se na prática, nas comunidades católicas, esse fato não é evidente? 
 
Uma resposta é certa! O jovem, por natureza da psicologia juvenil, não gosta de celebrações pesadas, tristes, enfadonhas, ritualistas, frias, de linguagem incompreensível, de discurso distante da vida e nem de “solenidades” que nos adormecem! Ao contrário, o Círio é uma experiência religiosa profundamente dinâmica, alegre, festiva, lúdica e envolvente! Por isso atrai os jovens!
 
Uma paróquia, comunidade e ou movimento carente de animação e de dinamismo, afasta naturalmente os jovens; é um sinal amarelo que convida a todos a uma profunda reflexão e revisão metodológica de tudo.
 
Os jovens e o sacrifíco
Não é verdade que os jovens não querem nada com o sacrifício! É impressionante, nos eventos do Círio, o número de jovens envolvidos nas mais variadas formas de sacrifícios.

A palavra sacrifício significa fazer algo sagrado, bom, justo, agradável, honroso. Às vezes, relacionamos a palavra sacrifício a algo pesado, difícil, penitencial! É uma visão reducionista do seu verdadeiro sentido.

O verdadeiro sacrifício é fazer algo agradável a Deus e aos outros, como consequência do amor a Deus e ao próximo. Também os jovens estão dispostos a sacrifícios agradáveis a Deus  e ao próximo; no Círio de Nossa Senhora de Nazaré esse fato é muito evidente quando vemos milhares de jovens se disponibilizando ao voluntariado de muias formas e desafiando a si mesmos assumindo o dever do pagamento de duras promessas.
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade