DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/10/2017
- Diminuir + Aumentar

Traslado da imagem peregrina para Ananindeua e Marituba

 
Fiéis lotavam a Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, sexta-feira, 06, para o início da missa e romaria do Traslado, primeira das 12 romarias oficiais do Círio de Nazaré. A celebração eucarística foi antecedida por Vigília de Adoração, com 48 horas de duração, realizada por grupos de comunidades católicas e paróquias de Belém, na Capela do Bom Pastor, no Centro Social de Nazaré. Passava das 7h quando a Santa Missa iniciou, sendo presidida por Dom Antônio de Assis, um dos dois bispos auxiliares de Belém. 
 
Na homilia, Dom Antônio ressaltou a experiência que Maria teve ao engravidar, ao gerar em seu ventre Jesus Cristo, e convidou para que todos façam a mesma experiência, permitir que Jesus Cristo seja gerado no interior de cada um, devido às mudanças que o ato proporciona. E, ainda, destacou três virtudes de Maria, que devem servir de exemplo, sendo a primeira a sensibilidade, a segunda o voluntariado e a terceira o amor. Todas três voltadas para o próximo, realizadas através de atitudes.
 
 
O ponto de partida da romaria do traslado é o mesmo da chegada de centenas romeiros que fazem questão de acompanhar o momento em que a imagem peregrina é colocada no andor para o início do percurso de 52 km, o mais longo de todas as romarias. Inicada a procissão, muitos fiéis seguem a pé a imagem peregrina rumo aos municípios de Ananindeua e Marituba. Há 10 anos o autônomo João dos Santos sai cedo do bairro de Águas Lindas, em Ananindeua, para participar da romaria. A bicicleta é ornamentada, não podendo faltar o andor com a imagem da Virgem. Com a graça alcançada, a cura do filho, enquanto vida tiver pagará a promess, fazendo todo o percurso até Ananindeua.
 
Devotos tomaram as calçadas e parte da pista da Avenida Nazaré, para saudar a Peregrina. Pessoas de todas as idades buscavam homenageá-la na varanda das casas, nas bicicletas que se aproximavam da Virgem de Nazaré e de tantas outras formas. A primeira parada foi em frente ao Hospital Ophir Loyola. Lá a imagem  foi acolhida pelos pacientes do hospital e pela multidão de fiéis. Com a palavra, Dom Alberto disse: “Maria tem um carinho por nós, principalmente pelos enfermos”. Em seguida, pediu que todos rezassem e proferiu a bênção. 
 
 
As homenagens à Imagem Peregrina continuaram na Avenida Almirante Barroso, seja das repartições públicas, seja das particulares e instituições de ensino, com queima de fogos de artifício, chuva de papel picado e canções entoadas por corais. No Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT),  mais uma parada. O Bispo Auxiliar, Dom Irineu, agradeceu aos grupos, pastorais e movimentos de cada paróquia da Região Episcopal de Santa Cruz. Após sua benção, a romaria seguiu pela rodovia BR 316. 
 
Em frente ao shopping Center, mais demonstrações de fé e amor a Nossa Senhora, assim como em frente a um hospital particular, e em uma instituição de ensino superior. Nesta, imagem foi homenageada e acolhida, com, ao final,  benção de Dom Irineu. O acolhimento estendeu-se a Dom Alberto, a Dom Irineu, a Dom Antônio e, ainda, à diretoria do Círio, sacerdotes e demais pessoas envolvidas na romaria.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade