DATA DE PUBLICAÇÃO: 03/11/2017
- Diminuir + Aumentar

Encontro Fraterno: Sentido da Vida

 
Pode parecer paradoxal, mas a vida passa pela morte, que é um dos dois pontos da reta que define o sentido de nossas vidas. O outro ponto é o momento da nossa concepção. Ao tempo quando cursávamos o nível fundamental, aprendemos que, enquanto um segmento de reta é limitado por dois pontos, uma reta ‘passa’, por dois pontos, mas não tem limite. Assim é a vida, uma reta que passa pelos pontos – ou momentos –da concepção e da morte, sem limite.
 
Sobre o primeiro ponto, o momento da concepção, Jeremias profetiza: “Recebi a palavra de Javé que me dizia: ‘Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu o conheci; antes que você fosse dado à luz, eu o consagrei, para fazer de você profeta das nações” (Jr 1, 4-5). São Paulo como que chancelou a profecia de Jeremias: “Ele (Deus) nos escolheu em Cristo antes de criar o mundo para que sejamos santos e sem defeito diante dele, no amor” (Ef 1, 4). Sobre o segundo ponto, o momento da morte, é o próprio Cristo que revela aos discípulos, respondendo a um questionamento de Simão Pedro, quando já estava próximo seu Sacrifício na Cruz: “Existem muitas moradas na casa de meu Pai. Se não fosse assim, eu lhes teria dito, porque vou preparar um lugar para vocês” (Jo 14, 2)
Já deixei registrado aqui neste espaço que no ano passado fui submetido a uma cirurgia de risco, que demandou cinco horas, ficando eu sob os efeitos da anestesia por mais quinze horas, o que me levou à sensação de que havia morrido. Dois sentimentos então me invadiram: de bem-estar, e a expectativa de quem haveria de me receber. Em seguida, comecei a ouvir vozes, que logo identifiquei como sendo do pessoal de enfermagem da UTI...
 
Tomei então o fato como sinal de esperança, a estimular a busca pelo sentido de minha vida, em um permanente processo de conversão ao projeto de Deus.
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade