DATA DE PUBLICAÇÃO: 03/11/2017
- Diminuir + Aumentar

Encontro Regional Norte da Pastoral da Pessoa Idosa

 
Belém irá sediar mais uma vez, de 7 a 10 de novembro, o Encontro Regional Norte da Pastoral da Pessoa Idosa (PPI) e que irá congregar as coordenações dos estados que integram os regionais Norte I e II. Com o tema “Levantando a voz para o empoderamento das pessoas idosas e seus direitos” o encontro busca fomentar as discussões quanto ao direito da pessoa idosa bem como capacitar as lideranças.
 
O evento, que tem realização da coordenação nacional da referida pastoral, é o primeiro de uma série de encontros realizados nos regionais definidos pelas circunscrições eclesiásticas da CNBB, que ao todo somam 18. Com apoio da TV Evangelizar que irá fazer um apanhado do trabalho da Pastoral na região, o evento terá presença da coordenação nacional, Irmã Terezinha Tortelli, que assumiu em 2010. 
 
Para a coordenadora nacional a realização do encontro é uma grande oportunidade. Ela informou que este ano haverá um diferencial com um momento externo com público diversificado para refletir sobre a situação do envelhecimento hoje no Brasil.
 
“Com um tema bem sugestivo e provocativo levantando a voz para o empoderamento das pessoas idosas e seus direitos. Queremos discutir a atual política nacional que é bem ousada e completa. A sua deficiência está na falta da implementação da legislação. E com um agravante: o pouco que já se implementou está sempre sob ameaça de retirada de direitos já adquiridos com muito esforço”.
 
Para Vera Lopes, coordenadora da PPI do Regional Norte 2 (Pará e Amapá) a discussão é de grande valia: “É importante em nível nacional porque fomentamos as políticas públicas, as nossas estatísticas fomentam atividades para que a pessoa idosa tenha vida mais digna e seja mais respeitada, principalmente, pelos seus pares, ou seja, pela sua família e pelo governo.”
 
O principal foco do encontro será a lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, o Estatuto do Idoso, que regula os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. “Nós temos o estatuto que completou 14 anos em outubro passado, mas muitos dos artigos, linhas e parágrafos não foram cumpridos pelas políticas públicas. Não é como antes, tivemos, sim, alguns avanços, mas na política pública, e cito como exemplo o Pará, não há ainda um fundo estadual e municipal do idoso. Então para fazermos esse trabalho é necessário que tenhamos um apoio das políticas públicas do nosso Estado.”, reforça Vera Lopes.
 
Programação 
 
O Encontro será aberto na terça-feira, 7 de novembro, às 15h, no auditório do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), situado na Avenida Almirante Barroso, com presença de representantes de instituições, comissões, conselhos e grupos que mobilizam-se em favor dos direitos da pessoa idosa. 
 
Com expectativa de participação de 200 pessoas, no dia da abertura haverá mesa-redonda sobre “as instituições e seus trabalhos realizados como fomentadores de boas novas à pessoa idosa” e contará com a presença do Arcebispo Metropolitano e das coordenações nacional e estadual da Pastoral. Às 18h, haverá celebração eucarística na Basílica Santuário de Nazaré. E, de 8 a 10, a capacitação das coordenações acontecerá na casa Monte Tabor, em Icoaraci.
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade