DATA DE PUBLICAÇÃO: 27/09/2018
- Diminuir + Aumentar

Dom Antônio apresenta relatório de visita pastoral em Jesus Ressuscitado

Foto: Divulgação
Durante celebração eucarística na Matriz da Paróquia de Jesus Ressuscitado, no conjunto Médice, na Marambaia, no último dia 17, Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém, apresentou seu relatório sobre visita pastoral realizada no mês de agosto naquela área paroquial composta pela sua matriz e seis comunidades. Sempre com o propósito de animação pastoral, as visitas compõem o calendário arquidiocesano.
 
A visita, com duração de uma semana, oportunizou a Dom Antônio conhecer as comunidades São Pedro e São Paulo, Santa Maria de Belém, Nossa Senhora das Graças, Santa Rita de Cássia, Santa Terezinha, São Vicente de Paulo, visitar a Escola Palmira e reunir-se com as forças vivas paroquiais. O bispo auxiliar participou ainda de atividades litúrgicas como a crisma dos jovens, batizado, missa com unção dos idosos e enfermos e de eventos formativos com a dimensão familiar e catequética, dimensão missionária, dimensão espiritual e litúrgica.
 
Após esse momento, o Bispo Auxiliar elaborou um documento em que detalhou os direcionamentos a serem seguidos pela Paróquia de Jesus Ressuscitado e apresentado para a comunidade durante a celebração eucarística. Para o pároco, Padre Maurício de Almeida, a visita deu um novo ânimo pastoral motivando os paroquianos a assumir novas realidades pastorais que pedem certa urgência: “o que ele colocou foi muito bem inspirado e percebemos que, de fato, esses são os rumos para a paróquia que se prepara para celebrar os seus 50 anos de criação. São atividades já desenvolvidas por nós, mas que pedem uma atenção redobrada.” 
 
As orientações propostas estão em sintonia com o Plano de Pastoral Arquidiocesano (PPA). Segundo Padre Maurício, Dom Antônio analisou a paróquia a partir dos eixos do PPA. No eixo da formação, recomendou a criação de um curso de teologia na paróquia. Para a missionariedade pediu especial atenção à área do Canal Água Cristal e aos novos condomínios. No testemunho profético, novos investimentos em áreas carentes. Para uma pastoral de conjunto, sugeriu que todos se mobilizassem para os 50 anos da paróquia. Solicitou também maior dedicação ao estudo da Palavra de Deus e um trabalho catequético intenso com crianças, adolescentes e jovens. 
 
As expectativas para por em prática tudo que foi sugerido são as melhores: “temos fiéis leigos capacitados e animados para a realização desses projetos. Que se sentem chamados por Deus, que amam a Igreja e são sensíveis às urgências pastorais. A capacidade de articulação da paróquia, a constituição de novas comissões suscitando carismas entre os fiéis e o fortalecimento da pastoral de conjunto são pontos positivos na paróquia para que cheguemos à meta”, afirmou padre Maurício.
 
Relatório
 
Todas as sugestões apontadas por Dom Antônio seguiram as linhas orientativas da Igreja na atualidade, presentes no Documento de Aparecida, na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, no Documento 102 da CNBB (As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil 2015-2019), no Documento de Estudo CNBB 104 – “Comunidade de Comunidades: uma nova Paróquia” e o Plano de Pastoral da Arquidiocese de Belém. 
 
Dentro do relatório, Dom Antônio observou o contexto sócio pastoral da Paróquia de Jesus Ressuscitado, afirmando que “O território paroquial é complexo, sendo composto por uma diversidade de contextos, tais como: conjuntos habitacionais, condomínios populares, condomínios fechados com grandes prédios e área de grande pobreza ao longo do canal Água Cristal. Nessa complexidade social e demográfica claramente podemos observar de modo misturado todas as classes sociais e com pouca relação entre elas.”
 
O Bispo Auxiliar ressaltou ainda que do ponto de vista pastoral, em geral, a paróquia tem uma grande animação e conta com um ambiente humano muito agradável. Segundo ele, há um clima de família que permeia as relações entre os sacerdotes, diáconos e os paroquianos, bem como dos paroquianos entre si: “essa é uma nota muito significativa que merece ser preservada.”
 
Para ele, é natural que se espere que as observações nas conversas informais e as recomendações formais deixadas no relatório sejam levadas a sério, acolhidas com convicção e sejam bem programadas no processo de sua execução: “Esperamos que os paroquianos renovem a própria paixão missionária, tenham um grande amor à Palavra de Deus e sejam fiéis à Igreja Católica”.
 
 
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade