DATA DE PUBLICAÇÃO: 08/11/2018
- Diminuir + Aumentar

Campanha de Energia Solar da Catedral de Belém

Foto: Divulgação
 
A Catedral Metropolitana, suscitada pela Laudato Si, exortação apostólica do Papa Francisco sobre o cuidado com a Casa Comum, dá um novo passo para o consumo consciente das fontes de energia. A Sé atualmente conta com uma campanha para a instalação de um sistema de energia solar fotovoltaica e nesse sentido vem promovendo ações para angariar recursos.
 
A escolha pela energia solar fotovoltaica foi feita a partir do documento “Laudato Si” (Louvado Seja), também conhecida como Encíclica Verde que destaca uma série de recomendações socioambientais. Entre os vários tópicos listados pelo Papa Francisco há a questão da matriz energética e o desenvolvimento de formas menos poluentes de produção de energia. Sobre a questão solar, a Encíclica afirma que “o aproveitamento direto da energia solar, tão abundante, exige que se estabeleçam mecanismos e subsídios tais, que os países em vias de desenvolvimento possam ter acesso à transferência de tecnologias, assistência técnica e recursos financeiros para produção de energia limpa.”
 
A partir de então, a Catedral decidiu implantar o seu projeto de Energia Solar orçado em 370 mil reais. O projeto, desenvolvido pela Green Sun Engenharia e energia Solar, autorizado pelo IPHAN e pela Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), permitirá uma economia de recursos financeiros para Catedral na ordem de R$ 160 mil por ano, e o impacto positivo no meio ambiente será significativo, capturando aproximadamente 7152 de Carbono (tCO2) anualmente.
 
O sistema de geração de energia solar fotovoltaica on-grid, conectado à rede pública da Rede Celpa (Centrais Elétricas do Estado do Pará) contará com 156 painéis fotovoltaicos, 39 micro inversores, ocupando 363 m², com produção estimada de energia de 6.380,58 kWh/mês.
 
Para o Cônego Roberto Cavalli Jr, Cura da Sé, o sistema, que será instalado no telhado da igreja sem prejudicar a estrutura arquitetônica, irá ajudar em muito as despesas da Catedral: “Temos uma expectativa de economia de 95 a 100% com o projeto de energia solar. Como seguidores da Igreja, devemos colocar em prática o que nos pede o Santo Padre em sua encíclica para um cuidado com a Casa Comum.” 
 
A Catedral Metropolitana é a primeira paróquia de Belém e um dos patrimônios religiosos e culturais mais belos e importantes do Brasil. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) sua construção teve início em 1748 na capital, com assinatura do arquiteto italiano Antônio José Landi.
 
Ao final do século XIX, indicado pelo Papa Pio IX, o visionário Dom Antônio Macedo Costa é nomeado bispo do Pará. A sua chegada inicia em Belém uma fase de desenvolvimento cultural singular com projetos na área de educação e cultura, que tem como destaque a segunda fase de construção e reforma da Catedral, tornando-a uma das mais belas e a primeira igreja em estilo neoclássico do Brasil.
 
A visão grandiosa de Dom Macedo Costa para a Catedral trouxe para Belém obras de artistas de maior destaque da Academia de São Lucca, arquitetos europeus de renome e o maior órgão de tubos da América Latina confeccionado pelo talentoso Aristide Cavaillé-Coll.
 
Como ajudar
Os interessados em contribuir podem fazê-lo por meio de doação bancária via depósito. A Sé disponibilizou a Conta Corrente: 25699-4 e agência: 2398, Bradesco. Além disso, há também uma rifa de uma moto 0km com sorteio no dia 15 de dezembro. Os cupons podem ser adquiridos na secretaria da Catedral e com os grupos da paróquia. Junto com a moto o ganhador ainda leva o CD “Fazei isto em memória de Mim” (Lc 22,19) - Repertório com músicas da Missa Solene de Nossa Senhora de Belém, gravado pela Schola Cantorum da Catedral para o XVII Congresso Eucarístico Nacional. 
 
A Sé Metropolitana atenta também aos novos meios tecnológicos fez a campanha online por meio de campanha colaborativa na plataforma Kickante, que pode ser acessado no link bit.ly/energiasolarcatedral. Por meio da plataforma o usuário pode doar através do cartão de crédito ou boleto bancário.
 
Crescimento do setor fotovoltaico 
 
Elétrica, a regulamentação para conexão e compensação de geradores distribuídos, o setor de energia solar fotovoltaica vem se fortalecendo no Brasil. Em 2016 registrou um crescimento de cerca de 270% em relação ao ano anterior e a projeção é de que este ano atinja o patamar de 1.000 megawatts (MW) de capacidade instalada, 325% em relação aos 253 MW atuais, com investimentos que deverão somar 4,5 bilhões até dezembro.
 
Os dados, divulgados em outubro pela Absolar, Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, colocam o país entre os 30 principais geradores da energia – China, Japão, Alemanha, Estados Unidos e Itália lideram atualmente o ranking, com a fatia de quase 60% da produção mundial.
 
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade