DATA DE PUBLICAÇÃO: 29/11/2018
- Diminuir + Aumentar

Relíquia na Fundação Nazaré

Foto: Luiz Estumano.
 
Terça-feira, 27, pela manhã os funcionários, voluntários e estagiários da Fundação Nazaré de Comunicação acolheram a visita da relíquia de São Francisco de Assis, na programação que ocorre no Brasil desde 2015. A peregrinação integra as comemorações do jubileu de 800 anos de fundação da Ordem Franciscana Secular (OFS), a qual organiza as visitações.
 
A relíquia é de primeiro grau (um fragmento de parte do fêmur), ofertada pela Cúria Geral dos Frades Menores Conventuais vem sendo conduzida na programação jubilosa desde setembro de 2015 , a partir do regional de São Paulo, e as visitações a instituições e comunidades seguirá até 2021, Ano Jubilar. Até essa data a visitação com a relíquia deverá ter percorrido todas as fraternidades de todos os estados do Brasil. 
 
Belém - Em Belém, a peregrinação começou dia 10 de novembro,  na Paróquia de São Francisco de Assis (Capuchinhos), em São Brás.
 
A partir daí, passou por diversos espaços, igrejas e comunidades, como a sede do Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Paulinas, Casa das Irmãs Franciscanas de São José, asilo Pão de Santo Antônio e Casa das Irmãs Maristelas.
 
Fundação - No dia 27, a relíquia iniciou o dia de peregrinação, às 9h, na Casa da Fraternidade O Caminho; às 11h, esteve na Fundação Nazaré de Comunicação onde os funcionários participaram de um momento de oração. 
 
Irmão Antônio Alves de Sousa, ministro da OFS local, afirma que é motivo de grande alegria levar a devoção a São Francisco de Assis com as visitas: “para nós da Ordem é um momento de grande alegria em que podemos festejar o nosso jubileu com a visita a diversos locais, levando a relíquia do nosso pai seráfico”.
 
 No Pará a peregrinação ocorre desde 17 de agosto, e segue até  28 de novembro de 2018. Receberão a relíquia:  Marabá, Breu Branco, Tucuruí, Abaetetuba, Macapá, São João de Pirabas, Capanema, São Jorge do Prata, Castanhal, Vigia e Belém. No dia 28, a relíquia seguirá para o município de Altamira, onde o regional da OFS possui casas.
 
São Francisco 
 
Italiano, aos 24 anos, recusou a riqueza da família e dedicou-se à pobreza. Amava os pássaros e à natureza, sendo o padroeiro dos animais. Trabalhava no campo, pregava, visitava e consolava os doentes. Deixou de herança o modelo de vida - baseado na vida de oração, minoridade, fraternidade e apostolicidade - seguido pelos irmãos e irmãs da Família Franciscana, composta pela Ordem dos Frades Menores, Ordem das Clarissas, Ordem Franciscana Secular e Ordem Terceira Regular.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade