DATA DE PUBLICAÇÃO: 27/12/2018
- Diminuir + Aumentar

Programação em honra à Sagrada Família

Foto: Divulgação
 
Após a Igreja celebrar o nascimento de Cristo, o momento seguinte é o da celebração da Sagrada Família, conhecida como exemplo de família. Formada por Jesus, Maria e José, a Sagrada Família é celebrada neste domingo, 30, por toda Igreja. Programações celebrativas em honra aos padroeiros serão realizadas por diversas comunidades paroquiais.  
 
Na Paróquia situada na Passagem Alberto Engelhard, no bairro do Curió Utinga, haverá Santa Missa no dia 29, às 19h, presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, na Igreja Matriz.
 
Na Comunidade Sagrada Família, pertencente à Paróquia de São José de Queluz, em Canudos, o festejo, cujo tema “Família é o berço da vida e escola de acolhida e amor”, iniciou dia 26 com Adoração ao Santíssimo Sacramento. No dia 27, a comunidade organizou o dia da família com palestra e encontro com as famílias. Nesta sexta-feira, 28, noite de louvor e o encerramento no dia 29, sábado, com missa solene presidida pelo pároco, Frei Alessandro Moreira Dias.
 
Na Comunidade Sagrada Família da Paróquia de Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro, no Telégrafo, a festividade, orientada pelo tema “Com as bênçãos da Sagrada Família, caminhamos para a Santidade em um mundo ferido” procedeu com Tríduo iniciado no dia 27, quinta-feira, com Missa na Capela. Nesta sexta-feira, 28, segunda noite do Tríduo, haverá nova Missa na Capela, situada na Passagem Assunção, 196, Telégrafo.
 
O encerramento da festividade será no domingo, 30, com Santa Missa na Matriz do Perpétuo Socorro, às 7h, e logo após, procissão nas principais ruas da comunidade. Todas as noites contam apresentações de grupos, bingos, sorteios, vendas de comidas e shows de talentos.
 
Modelo da família cristã
 
A devoção à Sagrada Família começou a ter grande popularidade no século XVII, quando os cristãos começaram a prestar atenção ao fato de que Jesus, o Filho de Deus, desceu do céu e se fez homem dentro de uma família. Ele nasceu numa família comum. Seus pais eram pessoas comuns, simples, trabalhadores, como tantas famílias espalhadas pelo mundo.
 
Maria, uma dona de casa, José um carpinteiro e Jesus, um filho exemplar e obediente. Uma família feliz e simples. Depois que os cristãos descobriram esta riqueza, a devoção foi se propagando com velocidade pela Europa e, mais tarde, pelo continente americano, tanto do norte quanto do sul. A festa da Sagrada Família foi instituída pelo papa Leão XIII, em 1883. Depois disso, foi estendida pelo papa Bento XV a toda a Igreja.
 
Em 1994, o então Papa João Paulo II, em sua carta dirigida à família, por ocasião do Ano Internacional da Família escreveu: “A Sagrada Família, imagem modelo de toda a família humana, ajude cada um a caminhar no espírito de Nazaré; ajude cada núcleo familiar a aprofundar a própria missão civil e eclesial, mediante a escuta da Palavra de Deus, a oração e a partilha fraterna da vida! Maria, Mãe do amor formoso e José, Guarda e Redentor, nos acompanhem a todos com a sua incessante proteção”.
 
Toda família é chamada a imitar as virtudes da Sagrada Família. A Sagrada Família vive por Deus e para Deus. O seu projeto é sempre fazer a vontade de Deus. A sagrada Família é a própria escola de todas as virtudes. O Papa Leão XIII escreveu: Os pais de família têm em São José um modelo admirável de vigilância e solicitude paterna; as mães podem admirar na Virgem Santíssima um exemplo insigne de amor, de respeito e de submissão; os filhos têm em Jesus, submisso a seus pais, um exemplo divino de obediência.



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade