DATA DE PUBLICAÇÃO: 07/02/2019
- Diminuir + Aumentar

Pastoral da Saúde Hospitalar promove missa pelo dia mundial do enfermo

Foto: Divulgação.
 
Desde 1992 que a Igreja celebra mundialmente no dia 11 de fevereiro, data da festa litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes, o dia do Enfermo, iniciativa do, na época, Papa João Paulo II. Esta data tem o objetivo de apelar para a sociedade e comunidade mundial por melhores condições de tratamento e atenção às pessoas doentes, seja nos hospitais, postos de saúde ou mesmo em casa. Na Arquidiocese de Belém a Pastoral da Saúde Hospitalar promove celebração eucarística em intenção pelo dia mundial do enfermo neste domingo, 10.
 
A Santa Missa em intenção do dia do enfermo acontece neste domingo, 10, às 16h, presidida pelo Padre Luis Rabelo, diretor espiritual da pastoral, na capela do Hospital Ordem Terceira, na Campina.
 
Com atuação nos principais hospitais, clínicas e postos de saúde, a Pastoral desenvolve seu trabalho na evangelização, com renovado ardor missionário no mundo da saúde, à luz da opção preferencial pelos pobres e enfermos, participando da construção de uma sociedade justa e solidária a serviço da vida.
 
As dimensões da Pastoral são definidas em duas: hospitalar e comunitária. Ainda trabalha na instância político-institucional com agentes presentes no conselho municipal de saúde buscando melhorias nas políticas públicas. Seus agentes, ao todo 35, atuam principalmente nos hospitais da capital como Ordem Terceira, Barros Barreto, Beneficente Portuguesa, Ophir Loyola e clínicas como a dos acidentados.
 
Para o Padre Luis Rabelo, o dia 11 é um momento muito importante  para os agentes da Pastoral renovarem o  lema “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância.” (Jo 10,10): “neste dia lembramos do nosso compromisso com os enfermos, com a pastoral e todos aqueles que necessitam de auxílio.”
 
Tema
 
Todos os anos o Vaticano, sob a representação do Papa, elege um tema que norteará toda a discussão sobre o assunto junto à sociedade, governantes e mídia mundial. Para 2019, o 27º dia do Enfermo traz o tema “Recebestes de graça, dai de graça” (Mt 10, 8) em que o Papa Francisco destacou que a data será celebrada de modo solene em Calcutá, na Índia, recordando a figura de Santa Madre Teresa de Calcutá, modelo de caridade que tornou visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes: 
 
“A Santa Madre Teresa ajuda-nos a compreender que o único critério de ação deve ser o amor gratuito para com todos, sem distinção de língua, cultura, etnia ou religião. O seu exemplo continua a guiar-nos na abertura de horizontes de alegria e esperança para a humanidade necessitada de compreensão e ternura, especialmente para as pessoas que sofrem”.
 
O Santo Padre afirmou em mensagem ainda que o caminho mais credível de evangelização são gestos de dom gratuito como os do Bom Samaritano. O dom, segundo ele, deve ser colocado como paradigma capaz de desafiar o individualismo e fragmentação social dos dias atuais, numa atitude contra a cultura do descarte e da indiferença.
 
“No dom, há o reflexo do amor de Deus, que culmina na encarnação do Filho Jesus e na efusão do Espírito Santo”, afirma o Papa na mensagem. Ele lembra que todo homem é pobre, necessitado e indigente, de forma que, em cada fase da vida, nunca será possível ver-se livre da necessidade e da ajuda alheia. “O reconhecimento leal desta verdade convida-nos a permanecer humildes e a praticar com coragem a solidariedade, como virtude indispensável à existência”.
 
Francisco conclui a mensagem confiando todos a Maria: “A todos vos confio a Maria, Salus infirmorum. Que Ela nos ajude a partilhar os dons recebidos com o espírito do diálogo e mútuo acolhimento, a viver como irmãos e irmãs cada um atento às necessidades dos outros, a saber dar com coração generoso, a aprender a alegria do serviço desinteressado. Com afeto, asseguro a todos a minha proximidade na oração e envio-vos de coração a Bênção Apostólica.”
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade