DATA DE PUBLICAÇÃO: 21/02/2019
- Diminuir + Aumentar

Dom Alberto Taveira instala 90ª paróquia da Arquidiocese de Belém

Foto: Luiz Estumano.
 
A comunidade do conjunto Eduardo Angelim II, no Parque Guajará, após muita oração e trabalho, acolheu com grande júbilo no domingo, 17, a instalação da Paróquia de Santa Madre Teresa de Calcutá, a nonagésima da arquidiocese, durante rito presidido por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, e posse do seu primeiro pároco, padre João Paulo Fernandes Ribeiro, ordenado em julho do ano passado. 
 
A celebração contou com a presença de toda comunidade que, junto com o padre João Paulo, trabalhou incessantemente para a adequação física da matriz, antes centro pastoral João Maria Vandori. Estiveram presentes na celebração, sacerdotes entre eles cônego Vladian Alves, reitor do Seminário São Pio X, e padre Agostinho Cruz, Vigário Episcopal da Região São João Batista, a qual a nova paróquia estará ligada.
 
A celebração eucarística foi dividida em dois momentos: o primeiro com instalação da paróquia e posse do novo pároco, e o segundo com o rito normal. Padre Agostinho leu o decreto de instalação da nova paróquia que, como dito anteriormente, é a nonagésima da arquidiocese, e, em seguida, cônego Vladian leu a provisão de posse do padre João Paulo. 
 
Com todas as etapas que compõem o rito de instalação de uma nova paróquia e do de posse, a Paróquia de Santa Madre Teresa de Calcutá foi entregue à comunidade sob calorosa salva de palmas. Dom Alberto considera que a Arquidiocese de Belém faz uma opção muito séria quando adotou a vocação missionária: “queremos chegar a todos os recantos, não queremos que fique qualquer área do território da arquidiocese sem a presença do Evangelho, sem a pregação da Palavra de Deus, e daí a necessidade de criar paróquias.”
 
Segundo ele, é uma grande alegria saber que a ação da Igreja estende-se por todas as partes formando comunidades cristãs: “Queremos evangelizar de todas as formas possíveis, fazendo com que o povo de Deus seja atendido. Queremos celebrar esses 300 anos marcando a presença da Igreja e quanto mais ela pode estender sua presença mais feliz nós estamos”.
 
Paróquia de Santa Teresa de Calcutá
 
A Paróquia de Santa Madre Teresa foi desmembrada da Paróquia Divina Misericórdia, quando antes era sua comunidade. Com a Matriz compõem a área pastoral mais quatro comunidades: Santa Rita de Cássia, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Santo Antônio. Para Rosa Maria Carneiro, coordenadora paroquial, a conquista de uma paróquia irá contribuir para ação pastoral naquela área:
 
“Era uma área que estávamos precisando muito de uma ação mais concreta, de uma paróquia própria. Com a graça de Deus, que iluminou os caminhos, veio este presente que ergue-se hoje, a Paróquia de Santa Madre Teresa de Calcutá.” Segundo ela, tudo iniciou em julho do ano passado, quando o padre João Paulo, à época recém ordenado, foi designado como vigário paroquial da Divina Misericórdia e responsável pela futura área Missionária de Santa Madre Teresa de Calcutá.
 
“Demos atenção na evangelização das famílias da comunidade, fazendo confissões, atendimento aos doentes, e de lá pra cá, com muita oração e as orientações do nosso padre João Paulo, sendo concluído com este momento de grande felicidade.”, afirma a coordenadora. 
 
O novo pároco, tendo a missão de assumir sua primeira paróquia, afirma que o Cristianismo dá a todos os fiéis a possibilidade de sempre aprender: “Sinto-me pequeno diante da grande missão, mas ao mesmo tempo disponível. Dizendo sim a Deus, ao meu bispo, à Igreja, de aceitar esse desafio por amor e quem confia em Deus não fica sozinho.”
 
Padre João Paulo lembra que "o centro pastoral Padre João Maria Vandori já existia aqui, estava basicamente abandonado; quando cheguei aqui em torno das cinco comunidades o centro comunitário era o que eu tinha de mais concreto. Então comecei a evangelização a partir do centro, primeiro de forma mais pastoral. É um ato de fé na vida cristã. A verdade é que a gente tem que aprender a ser tudo. O cristianismo tem essa graça da gente aprender.
 
A santa de devoção que dá nome à nova paróquia será o modelo de evangelização, diz padre João: “Madre Teresa foi uma santa que, além de cuidar dos pobres, proporcionou a paz aonde ia. Na Índia, nos povos hindus e muçulmanos, ela levou esse cristianismo de paz. Tanto no coração de Dom Alberto quanto no nosso surgiu essa vontade de fazer do Eduardo Angelim II esse lugar de paz”.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade