DATA DE PUBLICAÇÃO: 29/03/2019
- Diminuir + Aumentar

Dom Alberto ordena sacerdote na Matriz do Bom Remédio

Foto: Luiz Estumano.
 
Na solenidade da anunciação do Senhor Jesus, 25 de março, Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, presentes seus auxiliares, Dom Irineu Roman e Dom Antônio de Assis Ribeiro, presidiu o rito de ordenação sacerdotal de Humberto Paiva Brito, na Quadra Paroquial de Nossa Senhora do Bom Remédio, no conjunto Satélite. Com muitos fiéis, a Santa Missa também foi de comemoração do nono ano de posse canônica em Belém de Dom Alberto.
 
Seminaristas, diáconos, clero arquidiocesano, parte do cabido catedral, foram uns dos presentes na celebração que ordenou sacerdote Humberto Paiva Brito, diácono permanente, pai de três filhas, que dedicou oito anos ao serviço à Igreja na Paróquia do Bom Remédio, além de auxiliar párocos nas paróquias circunvizinhas. A celebração deu início também às Semanas Pastorais Missionárias que percorrerão as sete regiões episcopais.
 
Coroou a data a celebração da solenidade da anunciação do Senhor que, para Dom Alberto, mesmo no ambiente quaresmal é uma grande festa para todos: “a solenidade é o mistério da encarnação do Verbo de Deus, então é grande festa. Hoje esta ordenação inusitada, porque é um diácono que ficou viúvo e a própria esposa, antes de morrer, o estimulou a solicitar a ordenação sacerdotal. O que ele fez com muita alegria e nós, enquanto conselho presbiteral, o acolhemos e hoje será ordenado padre.”
 
O rito de ordenação  teve início com a apresentação do diácono, seguida da confirmação da idoneidade moral pelo Cônego Vladian Alves, reitor do Seminário Maior São Pio X. Após a homilia, o rito seguiu com o juramento do eleito, ladainha de todos os santos, a imposição das mãos de Dom Alberto, em seguida dos bispos auxiliares e dos presbíteros e prece de ordenação.
 
Após a prece, o candidato recebeu das filhas a  estola e a casula, teve as mãos ungidas por Dom Alberto que logo em seguida amarrou-as. Depois, como consta da tradição, suas filhas desamarraram-nas. Foram elas as primeiras a receber a benção do neosacerdote. Por fim, Padre Humberto recebeu a patena e o cálice, símbolos do ministério sacerdotal, e foi acolhido pelo arcebispo e demais padres com abraço fraterno.
Andreia Brito, uma das filhas, conta que foi uma alegria imensa para a família, pois “o chamado ao serviço é uma grande bênção. A Igreja precisa desses trabalhadores. E esse momento histórico, onde o diácono permanente é ordenado sacerdote, vem trazer uma renovação não só para nossa família, mas para a Igreja toda. É um júbilo muito grande.”
 
Para o recém ordenado, foi um sonho de Deus que cresceu dentro do próprio coração e que passou a vivê-lo: “O sonho de Deus que me chamou. Estou muito feliz assim como as minhas filhas que receberam esta tomada de decisão de braços abertos”. Padre Humberto foi provisionado para a Paróquia de Santo Antônio de Pádua, como vigário paroquial.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade