DATA DE PUBLICAÇÃO: 03/05/2019
- Diminuir + Aumentar

Terço Ecológico no Bosque Rodrigues Alves

Foto: Divulgação.
 

Pelo sexto ano consecutivo o Grupo Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR), da Arquidiocese de Belém, realizou no último sábado, 27, no Bosque Rodrigues Alves, na capital, a edição de mais um “Terço Ecológico” reunindo os vários grupos paroquiais e famílias. A programação, entre trilhas e árvores, chama a atenção para o cuidado com a natureza e a vida.


O encontro foi iniciado às 8h45 com trilha e recitação do terço. Ao final, em um dos coretos que existem no bosque, houve Santa Missa presidida por Dom Antônio de Assis Ribeiro, um dos bispos auxiliares de Belém.
Na homilia Dom Antônio comentou a primeira leitura do Evangelho daquele dia (At 5,12-16) sobre a ressurreição de Cristo e seus resultados na sociedade: “a notícia da ressurreição causou alvoroço na sociedade, mexeu com as estruturas institucionais e profundamente com as pessoas. E essa mexida promoveu provocação positiva. Qual é o efeito positivo na sua vida da fé na ressurreição? Nós somos movidos pela ressurreição, pelo otimismo, pela alegria, pela esperança e pelo pensamento positivo. Façam traduzir em ações concretas a sua fé em Jesus Ressuscitado.”


A iniciativa do Terço Ecológico começou em 2013 e dá continuidade às atividades que o THMR promove durante o ano. Após a Imersão Mariana, em abril, e o dia municipal do Terço dos Homens em março, o terço pelas trilhas do Bosque Rodrigues Alves é um evento que congrega grupos das sete regiões episcopais.


Segundo Edmilson Viana, coordenador arquidiocesano do THMR, o objetivo é mostrar a preocupação do grupo com a natureza aliada a uma atividade de oração do terço: “com essa atividade de oração queremos mostrar que estamos atentos com nosso meio ambiente. Jesus sempre procurava refúgio na natureza, nas montanhas, no deserto, etc.”


Ele prossegue: “buscamos levar essa realidade para o Bosque, ressaltando também para os participantes que devemos cuidar do espaço, então sempre antes de iniciar o terço passamos algumas orientações aos participantes para não quebrar galhos, espalhar lixo ou maltratar os animais”.


Desde 2013, o evento ganhou um grande incentivo com a encíclica do Papa Francisco ‘Laudato Si’ que atenta para o cuidado com a Casa Comum: “O solo, a água, as montanhas: tudo é carícia de Deus. A história da própria amizade com Deus desenrola-se sempre num espaço geográfico que se torna um sinal muito pessoal, e cada um de nós guarda na memória lugares cuja lembrança nos faz muito bem. […] Essa contemplação da criação permite-nos descobrir qualquer ensinamento que Deus nos quer transmitir através de cada coisa, porque para o crente contemplar a criação significa também escutar uma mensagem, ouvir uma voz paradoxal e silenciosa.”

 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade