DATA DE PUBLICAÇÃO: 09/05/2019
- Diminuir + Aumentar

Paróquias promovem festividade em honra à Santa Rita de Cássia

Foto: Divulgação.
 

A Matriz da Paróquia de São José de Queluz, Canudos, inicia os festejos em honra a santa das causas impossíveis, Santa Rita de Cássia. A festividade começa nesta segunda-feira, dia 13, com extensa programação litúrgica e cultural e, seguem até o dia 22, Dia da Festa Litúrgica, cuja data é marcada com a Procissão de Santa Rita de Cássia ou Procissão da Rosas, reconhecida este ano através de projeto de lei como Patrimônio Cultural e Imaterial de Belém.


“Contemplar na Cruz a missão da Igreja” é a temática de festividade que há décadas mobiliza centenas de fiéis durante os festejos. Segundo frei Alessandro Dias, pároco da Igreja de São José de Queluz, o tema buscou reforçar a missão evangelizadora da Igreja. “Muitas pessoas se focam na simbologia da rosa e se esquecem que Santa Rita é representada com uma cruz. Uma das coisas que eu pergunto para os fiéis durante as novenas é: olhem para Santa Rita e me digam se ela está olhando para rosa ou para a cruz. Claro, que a resposta é a cruz. Daí a escolha do tema para que as pessoas se voltem para a cruz”.


Segundo o frei, Santa Rita de Cássia não é oficialmente co-padroeira da matriz, mas sim, uma devoção agostiniana. Santa Rita ingressou na Ordem dos Agostinianos, congregação responsável pela administração da matriz, cujo padroeiro é São José. Na matriz, há duas relíquias de primeiro grau de Santa Rita de Cássia, fragmentos do corpo da Santa que são expostos no altar durante as novenas. Para o frei, saber que a Procissão de Santa Rita de Cássia foi reconhecida como Patrimônio Cultural e Imaterial de Belém foi motivo de alegria e de muita responsabilidade.   


Visando a evangelização ocorrem as peregrinações nos lares que iniciaram nesta semana e seguem até o final do mês de maio. Ao todo cerca de 70 dinamizadores realizam as peregrinações nos lares. Cerca de 300 lares devem ser visitados ao longo do mês de maio.  


Programação


As atividades religiosas ocorrem de 13 a 21, com novena às 18h30 e, seguida, às 19h, Santa Missa. Na sexta-feira, dia 17, será realizado o Jantar de Santa Rita de Cássia, no salão anexo a matriz de São José de Queluz, a partir das 19h30. O jantar deste ano conta com a colaboração dos fiéis, que podem se dirigir até o altar de Santa Rita e pegar uma fita que contem a sugestão de doação. Os interessados têm até está terça-feira, dia 14, para entregar os itens na secretaria da matriz. As cartelas individuais que dão direito ao jantar já podem ser adquiridas, no valor de R4 30 reais, na secretaria da matriz, localizada Avenida Cipriano Santos, 311, bairro do Canudos.


Dia 22, Festejo Litúrgico de Santa Rita de Cássia, haverá uma extensa programação litúrgica, com Santa Missa às 7h, 10h, 12h, 17h e 19h. Após a Santa Missa das 7h, com a presidência do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, haverá a Procissão de Santa Rita de Cássia, procissão que levam centenas de fiéis pelas ruas de Belém, com rosas vermelha, que, por muitos, após a benção, são usadas como objeto de piedade, pois as rosas na imagem de Santa Rita simbolizam uma rosa que ela plantou no convento, que milagrosamente floriu no inverno. As rosas simbolizam também a intercessão de Santa Rita pela conversão dos pecadores e a bondade de seu coração. No término das demais missas deste dia, as rosas e os demais objetos de piedade serão abençoados. A programação cultural ocorre de 18 a 22 no pátio coberto anexo a matriz.

Homenagens na Cidade Nova

“Nos 300 anos da Igreja de Belém, com Santa Rita, fazemos memória da identidade cristã e missão na Amazônia”, é o tema da festividade promovida pela Matriz da Paróquia de Santa Rita de Cássia, localizada na Cidade Nova, em Ananindeua. As homenagens ocorrem de 16 a 26 de maio, com novenas, missas, procissão e atividades culturais com apresentação de cantores da terra e vendas de comidas típicas.


De acordo com o pároco, padre André Teles, a escolha do tema está diretamente atrelada aos 300 anos de criação da Diocese de Belém: “Queremos estar em comunhão com nossa Arquidiocese de Belém, fazendo memória de tudo o que de bom vivemos ao longo destes três séculos de história aqui em nossas terras amazônicas”. No dia 16, abertura da festividade, será marcada com a recitação do Terço Mariano às 17h30, Liturgia das Horas às 18h15 e Missa Solene de abertura às 19h, presidida pelo padre André Teles e concelebrada pelos vigários paróquias.


Nos demais dias a programação fixa será a recitação do Terço Mariano às 17h30, Liturgia das Horas às 18h15 e Missa às 19h, exceto no dia 22, Dia Litúrgico de Santa Rita de Cássia, cuja programação consta de Santas Missas presidida por sacerdotes convidados às 7h, 9h, 12h, 14h, 16h, 19h. Em todas as celebrações haverá a benção das rosas. O encerramento da festividade, 26, será marcado com a Procissão das Rosas, após Santa Missa na Matriz da Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe, localizada Travessa WE 10-B, no 51, Cidade Nova I, bairro Coqueiro, às 7h.

 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade