DATA DE PUBLICAÇÃO: 28/06/2019
- Diminuir + Aumentar

Colunista José Ramos

  AS GRANDES FESTAS

Nós católicos temos a oportunidade de viver a nossa fé acompanhando as grandes festas litúrgicas que valorizam a nossa Igreja.

Depois de vivermos a Quaresma festejamos a Páscoa da Ressurreição do Senhor. O Mestre apareceu entre os seus discípulos, instruindo-os e Ascendendo ao Céu, prometendo enviar o Divino Espírito, o que festejamos na grande festa em Pentecostes.

Completa-se a comemoração da Trindade Divina: O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Jesus voltou para junto do Pai, anunciando que ambos eram um, mas antes afirmou que quem não comer de sua carne não será salvo. Jesus quis deixar seus seguidores alimentados pelo pão Divino que é a Eucaristia. A presença de Jesus no nosso meio.

Por isso a nossa Igreja resolveu homenagear essa presença permanente de Jesus nos sacrários de todos os templos católicos, instituindo a festa de “Corpus Christi”.  Uma festa de louvor e adoração ao Cristo vivo, presente na Eucaristia.
 
Esta é a grande riqueza da nossa Igreja Católica. A única Igreja em que o Jesus crucificado e ressuscitado realmente está presente.

Não basta apenas participarmos das Grandes festas. O essencial é que a nossa vida e as nossas ações sejam um testemunho vivo das palavras de Jesus no Evangelho.

Fomos batizados em nome da Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, e é essa realidade que devemos viver no seio de nossa família, colaborando na formação de sociedade Cristã, onde reine o amor e não a discórdia.

Vamos seguir os chamados “Domingos Comuns”, vivendo os preceitos Evangélicos e prestando atenção às orientações do nosso Papa Francisco, sempre cheias de tanta humanidade.

Adoremos a Jesus, presente na Eucaristia, não só com palavras, mas, principalmente com atitudes.
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade