DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/09/2019
- Diminuir + Aumentar

Santa Missa marca a abertura oficial do Dia Mundial dos Pobres

 
Em Belém o 3º Dia Mundial dos Pobres, que ocorre no 33º Domingo do Tempo Comum, dia 17 de novembro, com a temática “A esperança do pobre jamais se frustrará” (Sl 9,19), será marcado com Santa Missa de abertura oficial, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, nesta sexta-feira, dia 13, na Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, em Nazaré, às 18h. O Dia Mundial dos Pobres é uma convocação feita pelo Papa Francisco.

Nesse dia, após a Santa Missa, acontece mesa redonda acerca do tema, seguida de  coquetel na Casa de Plácido, no Centro Social de Nazaré. Está confirmada a presença das religiosas da Comunidade Fraternidade O Caminho, cujo carisma é “Jesus Todo, Todo de Jesus” e cuja missão é voltada aos pobres. Entre elas, irmã Valentine do Divino Instante, nome religioso da paranaense em missão em Belém há dois anos e meio, que afirmou sobre a abertura: “Nós nos sentimos amparados no nosso serviço de perceber que nós não fazemos algo a partir de nós, mas a partir da vontade de Deus, sobretudo de uma voz que vem do nosso Papa, voltada aos que estão à margem da sociedade”.

A Missa de abertura oficial, é o início na Arquidiocese de Belém, de um itinerário formativo rumo ao terceiro Dia Mundial dos Pobres, por Regiões Episcopais, de 14 a 15 deste mês.

A caminhada formativa culminará no dia 17 de novembro, com Santa Missa comemorativa ao Dia dos Pobres, na Catedral Metropolitana de Belém, às 11h. O objetivo desse dia especial proposto pelo papa é sensibilizar todos os seguidores de Jesus Cristo para a promoção da dignidade humana, em vista de estimular a cultura da solidariedade.

Fruto esperado: o compromisso dos cristãos, que não consiste apenas em iniciativas assistenciais, louváveis e necessárias, mas, principalmente, em  provocar uma mudança de mentalidade, para gerar uma postura que torne evidente o anúncio do Reino de Deus, como sinais visíveis do cumprimento e atenção de Cristo por meio da opção preferencial pelo pobre, missão sempre atual da Igreja.

Segundo o IBGE, em pesquisa divulgada em 2018, no Brasil, cerca de 15, 2 milhões de pessoas vivem abaixo da linha da extrema pobreza.

Em 2016, Ano Santo da Misericórdia, o Papa Francisco instituiu um “Dia Mundial dos Pobres”, celebrado em toda a Igreja no XXXIII Domingo do Tempo Comum.

Mensagem de Dom Alberto

Ao aproximar-se dos pobres, a Igreja descobre que eles são um povo, espalhado entre muitas nações, as quais têm a vocação de fazer com que ninguém se sinta estrangeiro nem excluído, porque a todos envolve num caminho comum de salvação.

A condição dos pobres obriga a não se afastar do Corpo do Senhor que sofre neles. Antes, pelo contrário, somos chamados a tocar a sua carne para nos comprometermos em primeira pessoa num serviço que é autêntica evangelização.

A promoção, mesmo social, dos pobres, não é um compromisso extrínseco ao anúncio do Evangelho; pelo contrário, manifesta o realismo da fé cristã e a sua validade histórica.

O amor que dá vida à fé em Jesus não permite que os seus discípulos se fechem num individualismo asfixiador, oculto nas pregas duma intimidade espiritual, sem qualquer influxo na vida social (cf. Francisco, Exort. ap. Evangelii Gaudium 183 e a Mensagem para o Dia Mundial dos Pobres 2019).

Nossa Igreja de Belém quer celebrar o Terceiro Dia Mundial dos Pobres com respeito profundo pelo Senhor, que está presente especialmente nos mais sofredores e excluídos da Sociedade.

O Senhor Jesus nos conceda a graça de ir ao encontro, de forma inteligente e amorosa, de todas as mais candentes situações sociais de carência existentes no meio de nós.

Esta celebração alcance o coração e a sensibilidade de tantos irmãos e irmãs, todos nós, chamados a fazer crescer a prática da caridade, já presente de forma tão significativa em nossa Igreja.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade