DATA DE PUBLICAÇÃO: 19/09/2019
- Diminuir + Aumentar

Exposição “Copiosus in Misericordia”, na Catedral

Foto: Divulgação.
 
Em alusão aos 300 anos de criação da diocese de Belém, parte do acervo da Catedral Metropolitana de Belém está na exposição “Copiosus in Misericordia” até o dia 31 de outubro, no auditório da Catedral, localizada em frente à Praça Frei Caetano Brandão, de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h e das 15h às 18h, com entrada gratuita.  

A exposição nasceu do desejo do Cura da Catedral Metropolitana, cônego Roberto Cavalli Júnior,  de expor parte do significativo acervo da Catedral em decorrência dos 300 anos de criação da Diocese de Belém pelo Papa Clemente XI, através da bula “Copiosus in Misericordia”, que nomeia a exposição.

Os objetos selecionados devem ser entendidos como “verdadeiros sinais e símbolos do sobrenatural” (Sacrosanctum Concilium, 122). A exposição reúne 44 peças significativas do ponto de vista histórico e religioso. Dentre os itens que compõem o acervo estão o Báculo Pastoral que pertenceu a Dom Alberto Gaudêncio Ramos, 7° arcebispo de Belém, de 1957 a 1990, o Barrete Episcopal que pertenceu a Dom Eurico Krautler, 2° bispo prelado do Xingu, de 1971 a 1981, o quadro comemorativo do VI Congresso Eucarístico Nacional e a Mitra de Dom Alberto Taveira Corrêa, 10° arcebispo de Belém, de 2009 aos dias de hoje.   

A Diocese de Belém foi criada no dia 04 de março de 1719, pela Bula “Copiosus in Misericórdia” do Papa Clemente XI, desmembrada da então Diocese do Maranhão, a pedido de Dom João V de Portugal, com o nome de Diocese de Belém do Grão-Pará. Passou a ser a quinta no Brasil.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade