DATA DE PUBLICAÇÃO: 16/01/2020
- Diminuir + Aumentar

Contrato para a restauração da Basílica

 

Foto: Luiz Estumano.
 
A Arquidiocese de Belém assinou no último dia 12 de janeiro, data do aniversário da cidade, contrato de patrocínio com a empresa Vale, para execução da 1ª etapa do “Projeto de Conservação e Restauração da Basílica de Nazaré e Requalificação da Cripta”.
 
A cerimônia começou às 10h, com a Santa Missa na Basílica Santuário e às 11h a assinatura do contrato com a presença do Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, o Gerente de Relações Governamentais da Vale no Pará José Fernando Gomes, Padre  Francisco Cavalcante, Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré e o Padre José Adelson Maria Ramos das Mercês.   
 
A restauração é uma necessidade em todas as paróquias históricas da Arquidiocese de Belém, que em sua maioria, são tombadas e demandam alto custo para manutenção, a exemplo da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré do Desterro - Basílica Santuário de Nazaré, que é a quinta paróquia da arquidiocese, criada em 1865, pelo Bispo Dom Antônio de Macedo Costa (1860-1890) e recebeu o título de Basílica em 1923.
 
Anualmente a Basílica recebe centenas de fiéis, sendo paroquianos, visitantes ou turistas. Esse número aumenta significativamente durante o período de outubro, quando ocorre o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, e a conservação e manutenção do patrimônio vai ajudar a acolher melhor os fiéis.
 
O projeto de restauração foi contemplado, pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, em janeiro de 2019. O valor do investimento para esta primeira etapa do projeto, patrocinado exclusivamente pela Vale, será de R$ 3,5 milhões e vai priorizar ações de manutenção imediata e restaurativas de importante espaços do Santuário como o altar mor, vitrais, reparos de cobertura da igreja e iluminação, além do sistema de refrigeração e o projeto de combate e prevenção de incêndio.
 
O Gerente de Relações Governamentais da Vale no Pará, José Fernando Gomes destaca a importância da Basílica enquanto patrimônio cultural para os paraenses. “É impossível pensar na Basílica e não mencionar o Círio de Nazaré, que é a maior manifestação da cultura e um dos maiores patrimônios culturais do paraense. O patrimônio é a identidade de um povo, sua memória e sua evolução. Ao patrocinar a revitalização da Basílica Santuário de Nazaré, estamos contribuindo com a preservação da história e da cultura do povo do Pará”.
 
Segundo padre Francisco Cavalcante, Presidente das Obras Sociais da Paróquia de Nazaré, “essa restauração acontece às vésperas do Centenário de concessão do título Basílical ao nosso templo mariano - necessitada aspiração do restauro da Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém do Pará”.
 
Além da restauração do Santuário, o projeto prevê também a realização de ações de educação patrimonial para alunos do ensino médio de escolas da rede pública da capital paraense.
 
Conservação e Restauração
 
Com valor integral aprovado de R$13,5 milhões para captação por meio da Lei de Incentivo à Cultura, o “Projeto de Conservação e Restauração da Basílica de Nazaré e Requalificação da Cripta” prevê a execução de medidas de conservação, inclusive preventivas, dos materiais que sofreram desgaste natural e de uso ao longo do tempo.
 
 
 
Provisões na Arquidiocese de Belém continuam esta semana
 

Foto: Divulgação
 
Dando seguimento às provisões de posses e apresentações ocorreram na última semana mudanças nas paróquias de Nossa Senhora do Ó, em Mosqueiro, Nossa Senhora de Fátima, em Icoaraci e em Santo Antônio de Pádua, bairro do Coqueiro, presididas por Dom Irineu Roman, Arcebispo nomeado de Santarém, e Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar.
 
Na sexta-feira, 10, durante missa presidida por Dom Irineu Roman, foi apresentado como vigário paroquial na Paróquia de Nossa Senhora do Ó, em Mosqueiro, Padre Leonardo Matias de Carvalho. Ele foi ordenado sacerdote recentemente por Dom Alberto Taveira,  no dia 21 de dezembro passado na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Icoaraci.
 
Anteriormente, Padre Leonardo desempenhava funções na Paróquia de São Francisco das Ilhas, em Cotijuba, auxiliando o pároco, Padre Joseíldo da Silva. Agora, passa a contribuir com o atual pároco de Nossa Senhora do Ó, Cônego Cristóvão Santos Freitas no lugar do antigo vigário, Padre Carlos José de Almeida Sousa que no dia 29 assumirá como pároco em Santa Teresinha, no Tenoné. 
 
Dia seguinte, 11, na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Icoaraci, tomou posse como novo pároco, durante celebração eucarística presidida por Dom Irineu, o Padre Adalberto do Espírito Santo Brandão. O novo pároco, que estava até então na Paróquia de Santo Antônio de Pádua no Coqueiro, administrará as nove comunidades e dois núcleos que compõe a Paróquia de Fátima. Padre Adalberto tem 46 anos e sagrou-se sacerdote no dia 20 de novembro de 2006.
 
E no dia 12, domingo, Padre Fabrício da Silva Albuquerque, que estava até então na Paróquia de Fátima, assumiu como novo pároco na Paróquia de Santo Antônio de Pádua, no Coqueiro, na missa presidida por Dom Antônio. Padre Fabrício tem 36 anos e ordenou-se em14 de dezembro de 2013. Ele administrará as duas comunidades: Cristo Redentor e Santa Teresinha e será auxiliado pelo vigário, Padre Humberto Cruz.
 
Na quinta-feira, 23,  posse como novo pároco de São José Operário, no Icuí-Guajará, Padre Ailton Melo Teixeira na Missa presidida por Dom Antônio. O sacerdote estava como vigário na Paróquia de Fátima, em Belém, e a partir do dia 23 conduzirá o rebanho da Paróquia de São José, criada em 11 de setembro de 2011 e, que consta de oito comunidades.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade