DATA DE PUBLICAÇÃO: 16/01/2020
- Diminuir + Aumentar

Devoção a Nossa Senhora de Nazaré como Patrimônio Cultural Imaterial

Foto: Leonardo Monteiro
 
De 24 a 26 de janeiro será realizado na cidade de Nazaré, em Portugal, o Encontro Internacional das Comunidades Devotas de Nossa Senhora de Nazaré. O evento integra o lançamento da candidatura das Práticas e Manifestações do Culto de Nossa Senhora da Nazaré a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, título a ser conferido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).
 
Uma comitiva com autoridades e representantes da Arquidiocese de Belém, da Basílica Santuário de Nazaré e do Governo do Estado do Pará sairá de Belém especialmente para participar do evento e manifestar o apoio à candidatura. Antes mesmo do evento iniciar, a Imagem Peregrina chegou ao Aeroporto de Lisboa na quarta-feira, 22 de janeiro. Após ser recepcionada por autoridades portuguesas, a Imagem seguiu para o Museu dos Jerônimos, em Lisboa, para ficar exposta para veneração até a sexta-feira, 24.
 
A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, ícone da procissão que ocorre na capital paraense e congrega mais de dois milhões de pessoas todos os anos, participará das atividades no país lusófono. Será também um momento de visita e possibilidade da comunidade brasileira, residente em Portugal, e de veneração à imagem da Rainha da Amazônia que, dentro do culto à Virgem de Nazaré, é símbolo da maior procissão do mundo.
 
O Encontro Internacional das Comunidades Devotas de Nossa Senhora de Nazaré inicia na sexta-feira (24), às 17h30 (hora local), no Santuário de Nazaré. Após um protocolo com as autoridades, haverá um momento de oração e Procissão das Velas. No sábado (26) e domingo (27), a programação consta de palestras e conferências sobre a história do Culto Nazareno em Portugal e no Brasil. O governador do Pará, Helder Barbalho, a Secretária de Cultura do Estado, Úrsula Vidal e o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, estarão em algumas destas conferências.
 
Em 2013 a UNESCO já havia reconhecido o Círio de Nazaré como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Desta vez, o objetivo é ampliar e fomentar a devoção a Nossa Senhora de Nazaré em diversas partes do mundo onde este culto existe. Em um trabalho de mapeamento feito por conta do dossiê, requisito para a candidatura, foram mapeados mais de 270 locais de culto de Nossa Senhora de Nazaré, entre igrejas, capelas, círios, festividades, santuários, escolas e obras sociais. E embora existam algumas referências no espaço lusófono africano, como em Angola (igreja em Luanda) ou São Tomé e Príncipe (capela com culto), é realmente em Portugal e no Brasil que este fenômeno tem mais expressão.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade