DATA DE PUBLICAÇÃO: 30/01/2020
- Diminuir + Aumentar

Instalação da Arquidiocese de Santarém e posse de Dom Irineu

 

Fotos: Luiz Estumano.
 
Neste domingo, 2 de fevereiro, Festa da Apresentação de Nosso Senhor, na Igreja de São Francisco Assis, bairro Caranazal, às 9h, com presidência do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello, acontece a Santa Missa de criação da nova Província Eclesiástica e da Arquidiocese de Santarém, contando com a posse canônica de Dom Irineu Roman como primeiro Arcebispo Metropolitano. No mesmo dia, o Arcebispo preside sua primeira missa na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, Sé Metropolitana.
 
O primeiro Arcebispo da Arquidiocese de Santarém, Dom Irineu Roman, CSJ, chegou ao município de Santarém no dia 28 de janeiro, terça-feira; no Aeroporto Maestro Wilson Fonseca. fez um pronunciamento e de lá seguiu em carreata percorrendo diversas ruas da cidade, até o Seminário São Pio X , onde houve momento solene com a presença de autoridades locais.
 
Na noite de quarta-feira, 29, Dom Irineu participou de momento orante celebrativo com religiosos e congregações masculinas e femininas.
 
Na quinta-feira, 30 de Janeiro, após visita à Catedral e ao Centro Diocesano de Pastoral pela manhã viajou para a capital paraense para, nesta sexta-feira, 31, seguir para a instalação da Diocese do Xingu-Altamira no sábado, 1º de fevereiro e a posse de Dom João Muniz. A Diocese do Xingu-Altamira com sede em Altamira compõe a nova Província Eclesiástica.
 
Dom Irineu retorna ainda no sábado para Santarém para no domingo, 2, acontecer a celebração de posse canônica e instalação da província. Como parte de seus primeiros compromissos como Arcebispo, Dom Irineu reúne-se na segunda-feira, 3, com a Comissão de Governo da Arquidiocese e com o Clero Arquidiocesano e religioso. De 4 a 6 participa do retiro do clero e no dia 7, sexta-feira, viagem para Tucumã para participar da Santa Missa de criação da Prelazia do Alto Xingu, no dia 9 de fevereiro.
 
 
Catedral de Nossa Senhora da Conceição
 
Arquidiocese de Santarém
 
A nova arquidiocese, que, enquanto diocese, ficou quase um ano vacante, mantém a formação geográfica. Sua extensão territorial de 171.906 km² conta com 447.923 habitantes. Formada por sete municípios: Santarém, Belterra, Mojuí dos Campos, Aveiro, Prainha, Monte Alegre e Almerim. Possui 12 regiões pastorais, 24 paróquias, 19 áreas pastorais e 803 comunidades. O clero santareno é formado por 44 sacerdotes, 33 padres de cinco congregações religiosas. A vida religiosa feminina conta com sete congregações atuantes através de 37 religiosas. A Arquidiocese de Santarém possui, ainda, o Seminário Menor São João Maria Vianney, com 6 seminaristas, e o Seminário Maior São Pio X com 18 seminaristas.
 
Histórico
 
Em 21 de setembro de 1903, foi erigida canonicamente a Prelazia Territorial de Santarém, com territórios desmembrados da então Diocese de Belém do Pará. A iniciativa da criação da Prelazia de Santarém foi do bispo do Pará, Dom Francisco do Rego Maia. Sua elevação a categoria de Diocese ocorreu em 16 de outubro de 1979, pelo Papa João Paulo II, passando a denominar-se Diocese de Santarém. A sé episcopal está na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, na cidade de Santarém.
 
Em 06 de novembro de 2019, com a reestruturação eclesiástica do Regional Norte 2, o Papa Francisco erigiu canônicamente a Arquidiocese de Santarém, transformando-a também na sede da Província Eclesiástica de Santarém, cuja dioceses sufragâneas ficaram: Diocese de Óbidos, Diocese do Xingu com sede em Altamira e Prelazia de Itaituba.
 
Com a elevação da Diocese de Santarém à Arquidiocese, foi também eleito o primeiro Arcebispo Metropolitano: Dom Irineu Roman, até então Bispo Auxiliar na Arquidiocese de Belém.  
 
O Pará festeja nestes dias a criação de novas circunscrições eclesiásticas
 

Dom Alberto Arcebispo Metropolitano
 
O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, em artigo publicado nesta edição, manifesta a satisfação com a criação de novas circunscrições eclesiásticas: “Em nossa região, o Pará festeja nestes dias a criação de novas circunscrições eclesiásticas. No dia 1° de fevereiro, a Prelazia do Xingu - Altamira é elevada à condição de Diocese, e toma posse seu primeiro Bispo, Dom João Muniz Alves OFM. No dia 2 de fevereiro é instalada a nova Província Eclesiástica e Arquidiocese de Santarém, com a posse do primeiro Arcebispo, Dom Irineu Roman CSJ. Aos 9 de fevereiro, acontece a instalação da nova Prelazia do Alto Xingu – Tucumã, com a posse do primeiro Bispo Prelado, Dom Dom Frei Jesús María López Mauleón OAR. A atenção do Papa Francisco, com o olhar atento voltado para a Região Amazônica, atesta o zelo da Igreja pelo nosso povo, ampliando os horizontes de presença e serviço evangelizador. Em nome do Papa, vem para estar conosco o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello.
 
A Igreja chega para identificar a presença de Jesus, que vai à sua frente, na ação do Espírito Santo, para plantar as sementes do Verbo de Deus. A ela cabe fazer presente o Senhor na proclamação da Palavra, na Eucaristia e na constituição de Comunidades vivas, onde ele se encontra entre pessoas reunidas em seu nome. 
 
Asssim se constitui agora a nova configuração territorial dos Estados do Pará e Amapá, que compõem o Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A Província Eclesiástica de Belém, a mais antiga da Amazônia, com a Arquidiocese de Belém, oito Dioceses – Abaetetuba, Bragança do Pará, Cametá, Conceição do Araguaia, Castanhal, Macapá (AP), Marabá e Ponta de Pedras, mais uma Prelazia, Marajó. A nova Província Eclesiástica de Santarém, com a Arquidiocese de Santarém, duas Dioceses – Óbidos e Xingu – Altamira e duas Prelazias – Itaituba e Alto Xingu – Tucumá".
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade