DATA DE PUBLICAÇÃO: 16/07/2020
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese acolheu novo diácono no Curuçambá, em Ananindeua

Fotos: Luiz Estumano.
 
No sábado, 11, na Matriz da Paróquia do Mistério da Transfiguração do Senhor, no Curuçambá, município de  Ananindeua, ocorreu a ordenação diaconal transitória de Devair Nunes Delgado, da Comunidade Mensageiros da Boa Nova. A celebração foi presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, concelebrada por Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar, e por alguns sacerdotes arquidiocesanos. Amigos seminaristas, da paróquia e da comunidade participaram da cerimônia.
 
Há sete anos no Pará, Devair Delgado, 42 anos, é fruto da Comunidade Mensageiros da Boa Nova que tem sede em Vitória, no Estado do Espírito Santo e uma casa de missão no Pará. Natural de Nova Venécia, também no Espírito Santo, iniciou seu discernimento dentro da comunidade que integra há 11 anos:
 
“Minha vida de comunidade, hoje falo com todo meu coração, é a alegria da minha alma, é o momento onde me encontro. Muito do que eu busco viver tenho experimentado dentro da comunidade.” Ao que continuou: “são 11 anos e a cada dia um novo aprendizado, cada dia um crescimento, a cada dia uma nova experiência com o Senhor, com os irmãos consagrados, com os irmãos vocacionados, com aqueles que são sinal do próprio Deus na minha história de comunidade”.
 
Enquanto consagrado da comunidade realizou trabalho pastoral em Vila Velha (ES) e na Paróquia da Transfiguração desenvolvendo a evangelização com jovens. Possui formação anterior em Pedagogia, e em Belém iniciou seus estudos em Teologia pela Faculdade Católica de Belém. Como a diácono transitório ordenado, Devair prepara-se para a ordenação sacerdotal que ocorrerá em dezembro deste ano junto com outros três diáconos.
 
Prostração um dos momentos sublimes da cerimônia
 
Palavra decisiva
 
O lema, já escolhido, “sobre tua palavra lançarei minha rede” (Lucas 5,5) segundo o neo-diácono representa a palavra decisiva para seu discernimento e para o ‘sim’ ao chamado de Deus. “Foi o primeiro encontro que eu tive com a comunidade. Não foi um encontro da comunidade, mas com a comunidade e isso me fez querer fazer essa experiência de lançar as redes de poder encontrar com o Senhor. E isso foi me inspirando, foi palavra de discernimento para minha consagração dentro do carisma da comunidade.
 
Devair, após a ordenação sacerdotal em dezembro, será o primeiro sacerdote da comunidade o que para Cheila Vago, co-fundadora , é motivo de muita alegria. “Para a gente é momento de graça e de festa muito grande. Hoje é fruto das orações e do próprio carisma do Mensageiros da Boa Nova presente em Isaías 61, que fala também sobre o sacerdócio. A gente acredita nessa palavra plenamente e que a vocação do Devair é fruto do chamado à vocação e fruto, principalmente, para a Igreja pois a grande missão de um sacerdote dentro da Igreja é ser um pastor”.
 
Ela conclui: “é um presente para todos nós. Que bom que ele ouviu o chamado. Será o primeiro sacerdote da comunidade sendo um exemplo para todos”.
 
Momento da entrega das vestes diaconais 
 
Para Dom Alberto a resposta de Devair é a mesma da juventude que tem sido muito forte. “Não é verdade que os jovens não querem estar na Igreja. Eles são tocados pela força da Palavra de Deus e essa força que leva as pessoas a se aproximarem, a se engajarem e a descobrirem seu lugar dentro da Igreja”.
 
O arcebispo pontuou que as ordenações iniciadas no dia 4 de julho demonstram o trato que a Igreja tem com as vocações. “Em todos os lugares nós temos vocações, temos o chamado de Deus, temos a resposta dos nossos jovens. É realmente algo muito significativo. Este ano teremos quatro novos sacerdotes, no próximo ano teremos cinco e, daí por diante, quer dizer, não passamos um ano sem sacerdote. É uma graça especial que Deus dá à nossa igreja. As vocações existem o que falta é o trato, é o carinho com essas vocações e nós sentimos que a nossa Igreja leva a sério e acompanha as vocações.”
 
A cerimônia 
 
A cerimônia da ordenação diaconal transitória de Devair Delgado teve início com a procissão solene. A apresentação do candidato foi feita pelo fundador da comunidade Mensageiros da Boa Nova, Padre Vandaike Costa Araújo. Após a homilia de Dom Alberto, o rito prosseguiu com a prostração do candidato, ladainha de todos os santos e a oração consecratória de ordenação, realizada com a imposição de mãos do arcebispo.
 
A entrega das vestes diaconais, realizada tradicionalmente pelos membros da família foi feita por membros da comunidade uma vez que por conta da pandemia os familiares não puderam estar presentes. Em seguida houve a entrega do livro do Evangelho e a acolhida no presbitério. Agora Diácono Devair, enquanto desempenha funções na Paróquia da Transfiguração, aguarda a ordenação sacerdotal marcada para 8 de dezembro, na Catedral Metropolitana.
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade