DATA DE PUBLICAÇÃO: 23/07/2020
- Diminuir + Aumentar

Arquidiocese chega a sua 95ª paróquia

Fotos: Luiz Estumano
 
Na quinta-feira, dia 16 de julho, Festa de Nossa Senhora do Carmo, durante celebração eucarística presidida por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano, e concelebrada por Dom Antônio de Assis Ribeiro, seu Auxiliar, e padres da Região Episcopal Santa Cruz, foi instalada a nova paróquia da arquidiocese, a 95ª: Paróquia de Santa Teresinha da Amazônia. Na oportunidade também ocorreu a posse do pároco, padre Gabriel Aparecido Paes, que já assistia a comunidade quando vigário paroquial.
 
Situada na passagem Santa Teresinha, Nº 27, no Conjunto Império Amazônico, no bairro do Souza, a nova paróquia esteve ligada durante muito tempo à Paróquia de Jesus Ressuscitado, na Marambaia, como sua capela. Junto da Matriz outras três comunidades compõem a nova paróquia, são elas: Rosa Mística, Sagrada Família, São Arcanjo Gabriel.
 
Com o intuito de preparar espiritualmente o povo daquela área realizou-se um tríduo de 14 a 16 de julho. O primeiro dia aconteceu com Bispo Auxiliar de Belém, e o segundo com padre Fábio Quintal, que já foi pároco na região. O terceiro e último dia de tríduo ocorreu com a celebração de instalação e posse.
 
Dom Alberto considerou a instalação da nova paróquia uma demonstração do trabalho ininterrupto da Igreja de Belém: “graças a Deus a igreja não parou, nós trabalhamos o tempo todo, trabalhamos as pe ssoas, celebrando missas pelos meios de comunicação, agora quando foi possível voltamos com as celebrações presenciais.”
 
Ele completou dizendo que bispos, conselhos episcopal e presbiteral seguem atentos à criação de novas áreas e paróquias. Segundo ele, a Paróquia de Santa Teresinha da Amazônia é um desejo antigo e bonito da população do conjunto: “O nome é uma homenagem a santa mas também àquilo que o Papa Francisco fez na exortação apostólica chamando ‘Querida Amazônia’. Estamos muito felizes, padre Gabriel toma posse hoje como pároco, a paróquia Jesus Ressuscitado que preparou e levou adiante toda essa vida de igreja aqui neste conjunto e o povo, é claro, muito contente, muito agradecido a Deus.” 
 
Celebração religiosa durante instalaçao da paróquia
 
Esforço conjunto
 
Natural de São Paulo, Padre Gabriel Aparecido Paes, tem 35 anos e formação pelo Seminário São Pio X em filosofia e teologia. No dia 06 do junho de 2018 foi ordenado sacerdote e desde então exercia a função de Vigário Paroquial na Paróquia Jesus Ressuscitado. Alegria também era presente no coração do novo e primeiro pároco de Santa Teresinha. Padre Gabriel recordou o esforço conjunto de todos em prol da elevação da paróquia:
 
“É algo que plantamos há muito tempo. A comunidade tem mais de 30 anos que vem nesse desejo, vem amadurecendo para isso, então estou a mais de um ano aqui e agora nos sentimos maduros para isso. Da minha parte estou muito feliz, agradecido a Deus e sinto-me muito preparado.”
 
Como vigário paroquial de Jesus Ressuscitado assistiu de perto a então capela de Santa Teresinha: “há um bom tempo que caminho com eles então já temos COPAE, CPP, pastorais, movimentos, então já teve toda uma preparação para esse momento. Nós havíamos muito mais coisas, porém a pandemia pegou todos de surpresa e limitou muito nossa realidade hoje, mas nós não podemos ter medo, não podemos parar e, mesmo assim, em meio à pandemia, hoje estamos aqui criando essa paróquia. É um sinal de que não podemos ter medo, que o amor não pode parar.”
 
Região Episcopal Santa Cruz
 
Criada em 1991, por Dom Vicente Joaquim Zico, a Região Episcopal Santa Cruz foi desmembrada em 1999, para criação da Região São João Batista. A atualmente a região tem como Vigário Episcopal Cônego Ronaldo Menezes e conta com mais 26 padres divididos em 15 paróquias que atua nos bairros: Castanheira, Marambaia, Souza, Curió Utinga, Marco, Val-de-Cans, Sacramenta, Barreiro, Telégrafo, Pedreira e Umarizal.
 
A chegada de mais uma paróquia impulsiona o trabalho pastoral na região episcopal. Para os fiéis e moradores, a elevação representou o coroamento de um esforço de todos. Márcio Gonçalves, liderança durante muito tempo quando a igreja era capela de Jesus Ressuscitado, alegrou pela concretização do sonho acalentado durante anos: “isso que me deixa muito feliz, saber que o sonho de todos que compõem essa área pastoral se torna realidade e com isso, trazer benefícios sociais, atendimento aos jovens, idosos com maior amplitude.”
 
Da mesma forma sentiu-se Rosângela Brito, que reside no conjunto há 28 anos: “é uma alegria imensa ver nossa capela crescendo e se tornando paróquia. Agora acho que se antes éramos intensos na vivência do trabalho em conjunto, daqui pra frente será muito mais.”
 



Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade