DATA DE PUBLICAÇÃO: 05/11/2020
- Diminuir + Aumentar

Celebração de 73 anos de ordenação de Monsenhor Edmundo Igreja

 

Fotos: Divulgação
 
 
O último final de semana foi marcado pelas comemorações do aniversário de ordenação sacerdotal do monsenhor Edmundo Igreja, fundador do Instituto Nossa Senhora Mãe da Divina Providência - Movimento Providentino da Arquidiocese de Belém.
 
No sábado, 31 de outubro, a celebração eucarística ocorreu na Catedral Metropolitana de Belém, presidida pelo Padre Ivan Conceição, diretor geral em exercício do Instituto, e concelebrada por diversos padres providentinos, onde contou também com a presença dos seminaristas, catequistas, vocacionados e fraternidades que fazem parte da família providentina, além de fiéis das paróquias onde o instituto exerce sua missão. Na mesma ocasião foi concedido ao senhor Francisco de Assis, o crucifixo providentino que é o sinal de consagração e de pertença ao instituto e também aconteceu a investidura de batina do seminarista Yuri Costa, que com esse ato faz a sua opção definitiva pelo ramo sacerdotal dentro do movimento. Ao final da celebração os membros do movimento providentino visitaram o túmulo do servo de Deus Monsenhor Edmundo Igreja, que está localizado na cripta da Catedral da Sé.
 
Já no domingo, 1º, a Paróquia São José de Anchieta recebeu a presença do arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, que presidiu a Santa Missa na qual foi admitido às ordens sacras o seminarista Yuri Costa, do primeiro ano de Teologia, receberam o ministério de leitor os seminaristas Igor Cerbino e Ranielson Barata, e Jonathan Durango foi instituído acólito, encerrando assim de forma festiva as comemorações dos 73 anos de ordenação de Monsenhor Igreja.
 
 

Movimento Providentino - a grande obra

O Movimento nasceu de fato em 1972, quando Dom Alberto Gaudêncio Ramos declarou ereto canonicamente o Instituto. No auge de sua missão presbiteral, diante de tão grande necessidade de catequistas e padres, Monsenhor Edmundo com aprovação de Dom Alberto em 1º de novembro 1972, fundou o Movimento Providentino, para a formação de catequistas e de padres secular e regular.

 

O Instituto Nossa Senhora Mãe da Divina Providência (IMDiP), que segundo sua história, no início, chamou-se “Seminário do Lar”. E em substituição a este nome, passou ser chamado de Movimento Providentino em uma solenidade no Seminário São Pio X, no dia 22 de fevereiro de 1969. O Movimento desde seu início foi organizado e dirigido por Monsenhor Edmundo Igreja, que estendeu no interior da arquidiocese por força de seu trabalho como vigário episcopal, para atender as necessidades da Pastoral da Catequese no interior. No dia 13 de junho de 1972, através de um breve documento relatando os dados gerais do Movimento Providentino, é que houve vistoa aprovação por Vossa Excelência, que já conhecia a organização do Movimento e acompanhava os trabalhos desenvolvidos pelo mesmo, através dos relatos feitos pelo fundador.
 
No dia 1º de novembro de 1972, com aprovação canônica do referido Movimento com o nome de Instituto Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, pelo Arcebispo Dom Alberto Ramos, no documento ele redigiu: “Considero a urgente necessidade de agentes de Evangelização para a nossa Arquidiocese e conhecendo bem o espírito apostólico que anima um grupo de jovens orientados pelo Revmo. Monsenhor Edmundo Armando Saint’Clair Igreja. Havemos por bem, erigir, como de fato erigimos canonicamente o Instituto Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, que terá como finalidade desenvolver, cultivar e estimular vocações para a catequese e para o sacerdócio, tanto no clero secular como do regular. Sejam organizados os estatutos do referido Instituto para nossa posterior aprovação. Dado o passado na Cúria Metropolitana de Belém do Pará, ao primeiro dia de novembro de 1972”.
 

O possível primeiro santo paraense

Monsenhor Edmundo Armando Saint’Clair Igreja, nascido no dia 09 de Agosto de 1914, município de Mocajuba na localidade de Putiri. Veio para capital, Belém , no dia 11 de Fevereiro de 1933, trazido por Dom Lustosa.
Recebeu a batina das mãos de Dom Lustosa na mesma missa de ordenação do Padre Alberto Ramos, que faleceu em 26 de Novembro de 1991, como 7° Arcebispo de Belém.
 
Tendo terminado o seu tempo de Filosofia, recebeu durante o curso de Teologia as ordenações das ordens menores das mãos de Dom Mário Miranda Vilas Boas (6º Arcebispo). E foi ordenado sacerdote em 1º de novembro de 1947 na Catedral Metropolitana de Belém do Pará por Dom Mário. Dois meses depois, tomou posse da Paróquia de São José de Queluz, onde permaneceu até o dia 12 de fevereiro de 1950. A pedido de Dom Mário, foi transferido para a região do salgado, onde tomou posse em três paróquias independentes: Curuçá, São Caetano de Odivelas e Marapanim.
 
O título de Monsenhor foi conferido pelo Papa Paulo VI em 23 de agosto de 1965. Quatro anos depois, Saint’Clair teve problemas oftalmológicos e retornou a Belém trabalhando, entre 1970 e 1991 como vigário episcopal. Sofrendo de problemas cardíacos, Monsenhor Edmundo morou com a irmã no bairro de Canudos. Nem os problemas cardíacos, nem a aposentadoria, adquirida aos 75 anos, impediram o Monsenhor de celebrar missas em Marapanim de forma espontânea. Contente com os rumos que tomou; ele afirmou que não esperava mais nada da vida. Faleceu em 25 de março de 1996.

 

Foi o padre das últimas décadas que fazia a desobriga e não media sacrifício. Quantas e quantas vezes viajava a pé, para cumprir a programação das capelas, aonde às vezes chegava já noite avançada. Dom Zico foi felicíssimo quando por ocasião do enterro do Padre Caboclo, disse em alto e bom som: “ Monsenhor Edmundo Igreja é a glória da Igreja do Pará!”.

 

Oração para obter a beatificação de Monsenhor Edmundo Igreja

Ó Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote, nós damos graças, porque em vosso desígnio amoroso, escolhestes Monsenhor Edmundo Igreja, para o exercício do ministério Sacerdotal. Ele, sempre confiante em vossa Divina Providência, dedicou a sua vida ao anúncio do evangelho aos mais pobres. Que, a seu exemplo, possamos viver nossa vocação cristã, buscando cada dia, a verdadeira santidade de vida. Fazei que, sem demora, possamos obter a beatificação do vosso servo, concedendo-nos por sua intercessão, as graças que neste momento imploramos de Vós. (expressar a graça que se deseja). 
Por Cristo, Nosso Senhor. 
Amém.

 

 
 
 

Outras notícias
2010 fundacaonazare.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade